A moça ficou ainda mais bonita

“Me perdoem as feias, mas beleza é fundamental”. É com esse verso de Vinícius de Moraes, que iniciarei esta matéria para falar sobre a reforma do Estádio Proletário Guilherme da Silveira, mais conhecido pelo grande público como Moça Bonita.

Essa Moça Bonita que nasceu em 1947 e que no ano de 2013 completa 66 anos, como qualquer pessoa sente o peso da idade, não é fácil chegar aos 66 anos esbanjando saúde, não é para qualquer um. E foi justamente o que aconteceu com essa “Moça”, que com o passar dos anos foi sentindo o peso da idade e suas consequências.

Com o passar dos anos, o Estádio de Moça Bonita foi se deteriorando e ficando cada vez menos propício a comportar um bom espetáculo. O abandono de quase 20 anos pelo qual o estádio passou, fez com que as arquibancadas perdessem a pintura, algumas partes do alambrado se deteriorassem, a grama em volta das arquibancadas ficassem enormes e os banheiros e bares em condições bem ruins. O gramado foi ficando cada vez pior, com buracos que impossibilitavam um espetáculo à altura do charme e glamour que essa “Moça” já teve um dia.

Além disso, os refletores do estádio não funcionam a um bom tempo, fazendo com que o Bangu não consiga mais mandar os seus jogos à noite por falta de iluminação. A iluminação que restou é bastante precária. Como já diziam há um tempo atrás nas transmissões da Bandeirantes com o saudoso Januário de Oliveira: “parecem luzes de boate”.

Como qualquer moça bonita, que para ficar com a aparência bela e jovial recorre a alguns procedimentos como cirurgias plásticas cada vez mais avançadas, botox e uma bela maquiagem, a moça bonita banguense fez o mesmo.

Depois de quase cinco anos desprezada pelos grandes clubes, que só a visitaram uma vez durante esse tempo na vitória do Flamengo sobre o Friburguense por 3 a 0, no dia 04 de abril de 2010, a “moça” começou a se reformar. Em 2011 o estádio recebeu mil cadeiras do Maracanã devido às obras para a Copa do Mundo de 2014. Além das cadeiras, o estádio passou por reformas nos vestiários que ganharam climatização, o mesmo aconteceu com as cabines de rádio e TV, fazendo com que atletas, dirigentes, equipes de arbitragem e todo o pessoal da imprensa possam suportar melhor o clima quente e as altas temperaturas do bairro, que chegam fácil aos 40 graus no verão, quem conhece Bangu sabe bem do que estou falando. As reformas se estenderam também aos banheiros, aos bancos de reservas, as arquibancadas e fachadas que ganharam pintura nova, a troca dos alambrados e o principal a troca do gramado, que se ainda não é o ideal, está bem melhor do que em anos anteriores.

esportes-moça-bonita-reforma1

Após essa reforma, a “Moça” voltou a ficar bela e consequentemente atraente aos olhos dos outros clubes. Os grandes clubes voltaram a jogar no estádio. No dia 21 de janeiro de 2012 Fluminense e Friburguense “reinauguraram” o estádio. Após essa “reinauguração” os grandes clubes voltaram a jogar em Moça Bonita com frequência, somente no ano de 2013 durante o primeiro turno do campeonato os quatro grandes clubes já haviam jogado em Moça Bonita, além do Audax que manda os seus jogos no estádio também.

As perspectivas futuras para essa “Moça Bonita” parecem ser boas, o estádio remodelado tem atraído a atenção não só dos quatro grandes clubes do rio,como de alguns de menor investimento também como o Audax e o Ceres, que jogará algumas partidas no estádio. Moça bonita será o terceiro estádio com mais jogos durante o Estadual, atrás apenas do Engenhão e do Moacyrzão. E ainda há a possibilidade do estádio tornar-se uma alternativa para o futebol carioca. A FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) inclusive chegou a apresentar uma proposta a Prefeitura do Rio, mas, por questões burocráticas, não foi levada adiante. Mesmo com uma perspectiva boa para o futuro, as coisas ainda podiam ser melhores se o Presidente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), Carlos Arthur Nuzman, não vetasse o estádio como sede do torneio de rúgbi das Olimpíadas do Rio de Janeiro de 2016.

O prefeito Eduardo Paes era grande entusiasta da ideia do estádio ser sede, tanto é que ele chegou a declarar que se Carlos Arthur Nuzman aprovasse os jogos em Moça Bonita, ele começaria a reforma do estádio no mesmo momento e ainda criaria e bancaria um time de rúgbi do Bangu. Porém Carlos Arthur Nuzman prefere que o torneio seja disputado com instalações provisórias em outro local. Os seus locais de preferência são Copacabana e Deodoro.

Foto:FERJ

Comentários

comentários

Deixe um Comentário