Bangu faz treino regenerativo e Getúlio Vargas fala sobre os últimos acontecimentos

Depois do jogo contra o Betim, os jogadores que atuaram na partida se reapresentaram as 15:00h desta quinta (04) em Moça Bonita, enquanto que os reservas fizeram um jogo-treino contra o Bonsucesso no Teixeira de Castro. Os atletas que atuaram na partida contra o time mineiro, mais o volante André Barreto e o zagueiro Carlos Renan, que não jogaram, pois estavam lesionados, fizeram um trabalho regenerativo em Moça Bonita e na Academia Shopping do Corpo sob a supervisão do preparador físico da equipe Fabrício Abreu.

O Técnico Alfredo Sampaio era esperado às 14h no clube para apresentação ao elenco, porém até as 15:30 o treinador não havia chegado. A expectativa era de que o profissional chegasse por volta de umas 16h ao estádio de Moça Bonita.

Durante o trabalho físico na academia, o goleiro titular da equipe Getúlio Vargas conversou com a equipe do Folha da Terra e falou sobre o jogo contra o Betim:

– Não tem como agente dizer que não foi frustrante, o jogo em casa, a torcida compareceu, o ambiente favorável, apesar da chuva e o campo um pouquinho alagado. Mas eu acho que o time entrou um pouquinho devagar. Nós não conhecíamos a equipe do Betim, é uma equipe com um toque de bola muito bom, mas nós sabíamos que tínhamos condições de fazer um resultado bom, para enfrentar um jogo de volta mais tranquilo. Porém não foi o que aconteceu, tomamos a virada e espero que agente tenha aprendido com os erros, para que no jogo de volta possamos entrar desde o primeiro minuto até os acréscimos do segundo tempo ligados para fazer o resultado e garantir a classificação – disse o goleiro.

O goleiro também falou sobre a saída de Cleimar e a chegada de Alfredo Sampaio:

– Acho que é uma perda grande né, um cara com quem agente estava trabalhando há bastante tempo. Eu que vim para o Carioca, trabalhava com ele já há cinco meses. Considero o Cleimar uma pessoa muito boa, um profissional do mais alto gabarito e com um caráter maravilhoso, mas nós sabemos que no futebol e principalmente no Brasil as coisas funcionam mais ou menos dessa maneira, o resultado não vem e normalmente quem paga é o treinador. Mas fica uma imagem muito boa, uma impressão muito boa, uma amizade que se criou com o elenco. Desejamos boas vindas e uma boa sorte ao Alfredo que é um profissional que dispensa apresentações pelo currículo dele, e nós esperamos que mesmo nesse curto espaço de tempo a coisa possa acontecer e que agente volte a conseguir os bons resultados. É natural no futebol que com a mudança no comando, haja uma motivação a mais, pois basicamente começa tudo do zero. Toda vez que troca o treinador tem aquela motivação extra, o cara chega e vai implantar a filosofia dele, vamos torcer para que as coisas corram bem, que agente pegue essa filosofia e a equipe realmente encarne o espírito que agente vinha tendo no primeiro turno, de luta, de ir até o final, para que as vitórias possam aparecer de novo e possamos pontuar para o Bangu que é o mais importante – disse Getúlio.

Para finalizar Getúlio Vargas deixou um recado para a apaixonada e fiel torcida banguense:

– Eu acho que mais do que nunca, é o momento que nós precisamos deles, ontem nós tivemos uma demonstração de apoio e carinho enorme, a torcida cantou e apoiou o jogo todo. Nós não correspondemos à altura, mas eu tenho certeza que com uma vitória no final de semana, nós iremos ganhar a confiança novamente da torcida e quem sabe com uma classificação diante do Betim nós iremos trazer eles para perto da gente. E mais uma vez eu digo, o momento que nós mais precisamos deles é agora – finalizou o goleiro.

SAM 0773

O Bangu volta a campo neste domingo (07) contra a equipe do Boavista no estádio de Moça Bonita as 16h.

Fotos: Thiago Gico                                                                                                                           

                                                {flike}

Comentários

comentários

Deixe um Comentário