Céres sofre a virada e é eliminado da Taça Santos Dumont

O Céres recebeu a equipe do São João da Barra nesta quarta (10) em seu estádio João Francisco às 15h. A partida valeu pela 9º rodada da Taça Santos Dumont e foi a última partida da equipe de Bangu na competição, já que o clube folga na última rodada.

Para continuar sonhando com a classificação as semifinais, somente a vitória interessava para o alvi-celeste, que começou tímido no jogo, criando poucas chances de gol. A partida foi bem morna no primeiro tempo, o São João da Barra assustou com um chute do lado direito da entrada da área, que passou perto da trave de Léo Flores e o Céres com uma bola no travessão após falta bem batida por Cláudio Pagodinho. A primeira etapa terminou 0 a 0 , resultado que não favorecia muito a equipe de Bangu.

Veio o segundo tempo e o jogo ganhou em movimentação e emoção, o Céres voltou muito bem do intervalo e começou a dominar as ações da partida, mantendo a posse de bola e rondando com perigo a área adversária, até que aos 22 minutos Cleiton, passou para Betinho que finalizou com categoria e abriu o placar.

Não deu nem para a equipe comemorar, logo em seguida o São João da Barra empatou com ítalo. O alvi-celeste sentiu o gol de empate e a partir daí o que se viu foi o São João da Barra melhor no jogo, criando mais oportunidades e levando mais perigo a meta de Léo Flores, até que aos 32 minutos Oliveira virou para a equipe do Norte Fluminense.

O São João da Barra ainda criou outras duas boas chances de aumentar o placar, com uma bola no travessão e um chute de Sassá que Léo Flores salvou. Ficou nisso, o jogo terminou 2 a 1 para a equipe do Norte Fluminense e o Céres com o resultado caiu para a 6º colocação no Grupo A e deu adeus a Taça Santos Dumont.

O Céres volta a campo agora somente no dia 01/05 pela primeira rodada da Taça Corcovado contra o Mesquita no João Francisco às 15h.

O meia-atacante Paulo Vitor falou sobre o resultado da partida:

– O jogo de hoje, todos nós sabíamos que seria muito difícil, até porque tínhamos que vencer e torcer por outros resultados. Não deu,fizemos um gol,e tivemos a infelicidade de sofrer dois gols rápidos e depois não teve como recuperar. O time após o gol recuou e não teve como fazer mais nada. Acho que faltou um pouco de compactação entre o meio e o ataque, nós chegávamos com pouca gente para atacar, principalmente no primeiro tempo – disse o jogador.

O jogador falou também sobre a eliminação da equipe na Taça Santos Dumont:

– A nossa cabeça está tranquila, agora é trabalhar para o segundo turno e peço que a torcida confie na gente, que no segundo turno nós iremos vir com tudo, não deixamos de vir com tudo no primeiro, mas falhamos em alguns jogos e pretendemos corrigir essas falhas na Taça Corcovado – finalizou Paulo Vitor.

SAM 0608

Fotos: Thiago Gico

                       {flike}

Comentários

comentários

Deixe um Comentário