Meia Eudes conversou com o Folha da Terra sobre o seu retorno ao Céres

O meia Eudes que retornou ao Céres depois de um empréstimo de um ano ao Bangu, conversou com a equipe do Folha da Terra sobre o seu retorno ao alvi-celeste de Bangu.

Folha da Terra: Qual é a sensação de retornar ao clube onde você viveu bons momentos?                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       
Eudes: É uma sensação diferente né, estava vivendo uma situação, onde estava jogando a primeira divisão que é o que o Céres vem buscando há algum tempo. Aqui eu me sinto um pouco mais a vontade, me sinto em casa, me sinto a vontade para falar mais. Lá eu tinha acabado de chegar e tinha coisas que eu não podia falar.

Folha da Terra: Tu sente-se em casa no Céres?

Eudes: É verdade, me sinto sim, aqui eu já estou tem quatro anos depois que eu voltei. Fui jogar em outros clubes, fiquei quatro anos seguidos aqui, a diretoria tem uma confiança grande em mim, aí aqui eu me sinto em casa, fico legal.

Folha da Terra: Você já conhece grande parte do elenco do clube?                                                                                                                         
Eudes: Eu conheço todo mundo, mesmo tendo jogado em outros times, nós vamos nos conhecendo, nós estamos nessa profissão de jogador de futebol, acabamos jogando muitas vezes contra, agora estou jogando a favor.

Folha da Terra: Como estão sendo os treinamentos? Como está sendo esse reinício no Céres?

Eudes: Esse retorno pra mim está sendo bom, eu vim de uma competição onde o treino era mais puxado, mais tático, aqui nós puxamos muito no físico, pois na segunda divisão é o físico, é a correria, você tem que correr do inicio ao fim. É diferente da primeira para a segunda. Você tem que estar com o físico em ótimas condições para você conseguir jogar bem e levar o time para a primeira divisão.

Folha da Terra: Qual é a diferença entre a disputa da Série A para a Série B?

Eudes: É muita diferença, na Série A, o futebol é mais tático, todo mundo bem posicionado, o toque de bola é mais cadenciado. Na segunda divisão tem clubes que tem condições, que dá uma condição ótima de trabalho, o clube inclusive até tenta colocar esse ritmo de primeira divisão, mas na segunda não é só isso que faz um time vencedor, tem que ter muita garra, muita disposição e a correria do início ao fim para ganhar os jogos.

Folha da Terra: Qual é a sua expectativa para a disputa da Taça Corcovado?

Eudes: A expectativa é a melhor possível pra gente correr atrás desse título, conseguir levar o Céres para esse triangular, para tentar botar o Céres na primeira divisão. Nós vamos lutar até onde tivermos forças, lutaremos até o fim para ganharmos os jogos.

Foto: Thiago Gico

                   {flike}

 

Comentários

comentários

Deixe um Comentário