Marcelino D’almeida pede o tombamento do Cassino Bangu

Fundado em 1907, o Cassino Bangu é uma referência histórica e cultural do bairro da Zona Oeste. O Cassino foi palco de grandes espetáculos durante o último século, desde teatrais, passando por exibições de cinema, até shows e festas musicais. Reconhecendo sua importância para a história da cidade e da sociedade carioca, o vereador Marcelino D’Almeida (PSB) apresentou o Projeto de Lei nº 156/2013, que tomba o imóvel onde funciona a sede da instituição secular.

A matéria estabelece que o Conselho Municipal de Proteção de Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro inscreverá o imóvel no Livro de Tombos dos Bens Culturais do Município, no prazo de dez dias a partir da publicação da Lei. O Conselho terá então 30 dias para notificar a Secretaria de Estado de Educação, dando-lhe ciência do tombamento do imóvel. Na notificação, o Conselho estabelecerá os atos necessários à conservação estética, histórica e natural do Cassino.

“O tombamento se faz necessário por se tratar de medida mais do que urgente não só para preservar a história daquele prédio, mas também como contribuição para manter a qualidade de vida dos moradores do bairro”, justifica Marcelino D’Almeida.

“Uma breve leitura sobre a história do Cassino Bangu nos dá a dimensão da importância dessa proposição. Ele foi inaugurado no dia 1º de maio de 1907, com um dia inteiro de festa dos operários da Fábrica de Tecidos Bangu, conforme noticiado no jornal Gazeta de Notícias da época”, lembrou o Vereador Marcelino D’Almeida.

{flike}

 

  

 

Comentários

comentários

Deixe um Comentário