Wadih Damous debateu as prerrogativas dos advogados na OAB Bangu

Dr. Valdecir, Dra, Vanuce, Dr. Ronaldo Barros e o palestrante Wadih Damous

A 31ª Subsecção da OAB em Bangu debateu na noite da última sexta feira (17.05), em seu auditório, “As Prerrogativas do Advogado”. O palestrante foi o conselheiro federal da OAB Dr. Wadih Damous que acumula as presidências da Comissão Nacional dos Direitos Humanos e da Comissão Nacional da Verdade. Um grande número de conselheiros, delegados, presidentes de comissões e advogados da OAB Bangu participaram do evento e ouviram que prerrogativas não são privilégios como dizem alguns defensores, promotores, serventuários e juízes, são ferramentas de trabalho. Ouviram ainda, que estão tramitando projetos que criam um banco de dados com as principais violações das prerrogativas do advogado e outro que criminaliza a violação das prerrogativas do advogado.

“Lutamos contra a invasão indiscriminada dos escritórios de advocacia e hoje somos fiscais da ação policial”, lembrou o palestrante, destacando que a luta continua através de campanhas pela dignidade do advogado. “Juiz não receber advogado, juiz não respeitar nossos honorários, tudo isso é violação de nossas prerrogativas”, concluiu.

Franqueada a palavra, o público questionou os juízes que não cumprem seus prazos; as instalações precárias de alguns juizados e a ação do Desipe que desrespeita os advogados nos complexos penais, entre outras. Wadih Damous comentou que a administração dos tribunais precisam fiscalizar os juízes e que o CNJ deve ser oficializado de tudo que acontece de errado no dia a dia do advogado.

Após o evento o anfitrião Dr. Ronaldo Barros, convidou a classe e o palestrante para um churrasco de de confraternização.

{flike}

Comentários

comentários

Postado em OAB

Deixe um Comentário