AMOR BANDIDO

Meus olhos úmidos vagueiam na noite vazia procurando uma razão. Gostaria de estar em teus braços, embalada pelos teus carinhos sem pensar em sofrimento e separação.

Nesta noite sem saudade no coração,  queria somente felicidade sem ilusão!

Minhas mãos procuram as tuas, queria tocar teu rosto, matar a saudade que invade meu leito, machuca meu peito, gritando alto ao meu coração.

Faminta dos teus olhos, tua boca, procuro entre multidões alguém parecido que possa fazer comigo o que pareça não fazer nenhum sentido, mesmo porque somente contigo eu quero ficar.

E hoje sei que em algum momento e lugar em tua lembrança eu vou estar!

“Ninguém cruza nosso caminho por acaso ou entra em nossa vida sem nenhuma razão”. (Chico Xavier).

E é por este motivo que vivo a te esperar. O gosto de outros beijos, de outro corpo, nem quero pensar, sei que fui feita para os teus beijos, o meu corpo  somente a ti eu quero ofertar.

Meus pensamentos vagueiam por noites, dias,  na esperança de você voltar, mas sei que a vida boêmia te rouba de mim, nos braços de outras  mulheres, na bebida, a tua vida vadia, vazia,  entre luzes e perfume, sei que a solidão também vem te visitar.

O brilho dos meus olhos se apagou, a esperança se refugiou apenas ficou a lembrança que vive a me torturar. Andarilha  pelas ruas, becos… na esperança de em qualquer rosto te encontrar, minha desilusão me tortura, minha alma sombria, teus murmúrios em minha mente, quero apagar.

Mas neste dia, uma carta quero te enviar, contar de todo o amor que vive em meu coração a me torturar.

 Viver na ilusão que só a mim queres amar! Ou compartilhar alguns momentos de prazer e sofrimento, depois de tudo, meu choro incontido de um amor fugitivo que comigo vive a brincar.

E na sombra do amor irreal,  fantasio minha existência, por vezes abro a janela e vivo a te esperar em cada estrela e sobre a luz do luar vou viajar e entre afagos e carinhos vivo a navegar, teus olhos são dois espelhos onde vivo a me mirar e neles vejo a tua saudade, amor silencioso que só a alma pode escutar.

E na esperança de que sou tua, somente tua, ninguém entre nós, não há o medo de te amar. Sou absoluta em tua vida e é comigo que queres tudo compartilhar.

Acordo e a realidade é crua, nua, sem fantasia!

Antes de teres partido, gritei aos teus ouvidos:

– Suma de minha vida, nunca mais vou te amar! E com o coração partido ou fingido duas lágrimas rolaram dos teus olhos, pedindo-me:

– De vez em quando eu posso voltar?

 A minha promessa, hoje, quero quebrar vou deixar a porta aberta para você entrar.

A carta jamais chegará ao seu destino, até porque  sei pouco de ti e andarilho não hão de te encontrar e no correio se extraviará.     

 FELIZ DIA DOS NAMORADOS!

{flike}

    

Comentários

comentários

Deixe um Comentário