Deputada Lucinha joga duro contra o governo pela saúde no estado

A deputada estadual Lucinha fez um duro discurso na Assembleia Legislativa a favor da saúde e contra o governo do estado mostrando o grave problema que é o Sistema Único de Saúde – SUS.

A quem desconfie que ela usa esse discurso, mas na verdade defende maiores valores e liquidez para a iniciativa privada, quando diz que a tabela do SUS não é reajustada há mais de 10 anos.

 A deputada se mostra bastante conhecedora dos problemas enfrentados pela população nos hospitais públicos e lidera um movimento na Alerj para criar uma comissão especial para discutir especificamente a Saúde no Estado do Rio de Janeiro, a questão do repasse do SUS. Segundo ela a população depende desses convênios, pois os hospitais públicos não atende a demanda.

A deputada Lucinha usa como exemplo a região onde mora, a Zona Oeste, que segundo ela tem um milhão de habitantes e nenhuma central de atendimento de hemodiálise.  Só uma clínica particular em Santa Cruz, que tem convênio com o SUS, e duas clínicas em Campo Grande. “ É vergonhoso, pagamos tantos impostos. De vez em quando saem matérias nos jornais mostrando o quanto de imposto a população paga no arroz, no feijão, na luz, paga imposto em tudo. E o dinheiro dele não retorna na forma de bons serviços prestados. É tudo dinheiro nosso, o dinheiro não é federal, é do cidadão que paga o imposto. Não podemos aceitar isso! Nós somos representantes do povo! O povo não quer mais ouvir historinha de boitatá e da carochinha”, desabafa.

 Lucinha fez uma sugestão ao Governador Sérgio Cabral: “vá andar dentro dos hospitais do estado para ver de perto a realidade”. E acusou: seu secretário, o Sr. Sérgio Côrtes, é um canalha! É um safado! Aquilo ali é um ladrão! Porque o dinheiro nunca chega aos hospitais e a população morre aguardando atendimento.

E concluiu: Eu não me sinto responsável porque estou sempre criticando, denunciando; estou sempre presente às reuniões para discutir essas questões. E digo mais, o atual Secretário de Estado de Saúde, no meu entendimento como parlamentar, deveria ser preso, porque o que ele faz com a população, o estado de abandono em que se encontra a Saúde, no Estado do Rio de Janeiro, é questão de cadeia. Cadê o dinheiro da Saúde? Onde foram parar os recursos da Saúde? O povo é que não pode pagar esse preço alto, que é perder pessoas de sua família pelo descaso na área da Saúde.

{loadposition folhadaterra-posicao10}

{jcomments on}