O PALCO SUA VIDA!

 Avistou  uma piscina repleta. Um homem alto gritou:- hein menino, quantos picolés têm ai?  O coração do menino disparou:   – tenho 40 moço! O poderoso lhe gritou:- pode distribuir pra todos, mas você passa amanhã pra receber. Felicíssimo com o isopor vazio, já pensava no lucrinho para ajudar nas despesas da casa.  O  sol da tarde intenso  e com tudo vendido ia descansar. Aos oito anos de idade, não só ele como os cinco irmãos ajudavam a mãe que  lutava para alimentá-los com faxinas e lavagens de roupa. Seu caderno? Feito  de papel de pão! Não  tinha importância,   ia estudar sendo o primeiro aluno da sala. Sempre sorrindo a pobreza não o assustava, sabia que teria que lutar para algo alcançar. Seu pai? Sumira no mundo!Aos doze anos,  sua vida começava a mudar,  fez a prova disputadíssima, sonho de todos os pais e ingressou na Escola Profissional da Rede Ferroviária.  Pegava  o trem das 4h 30min e voltava no trem das 19h. Ganhava meio salário e sua contribuição em casa aumentara.  Formado e empregado como técnico em mecânica, o presidente da empresa  precisava dum desenhista, fizeram a seleção e ele, tornou-se desenhista do presidente da empresa. Quando Collor confiscou o dinheiro do povo, viu muita tragédia acontecer, suicídios, famílias desfeitas… pensou  que o mundo ia acabar! Demitiu-se da empresa e foi atrás do seu grande sonho, ser ator,  até porque sua habilidade em representar, fazer coisas inovadoras, estava enraizada na alma. Participava   de todos os eventos da escola: teatro, textos teatrais, danças, festas…   E foi Vilma Camarate quem  lhe abriu os braços.  Carlos Neris Cavalcante, Neris Cavalcante, ingressou  no Grupo Moa. Na  Zona Sul começou a ser garçom performático, foi quando conheceu Sérgio Brito e contracenou na peça “Lulu a Caixa Pandora”, foi bailarino de Cláudia Raia, trabalhou com: Guilherme Karan, Patrícia França, André Gonçalves, Ângela Rebelo, etc. Dono de seu destino começou a sonhar em formar  a sua equipe e hoje se realiza no palco. É cantor, coreógrafo, dançarino, artista plástico e escritor, um artista completo literalmente. Sua equipe já viajou  pra Lisboa, Moscou, mas Neris é preso às suas raízes, adora Campo Grande e daqui não pretende sair. Seu último trabalho foi em Maceió. Com outros convites a vista segue Neris sempre com seu belo sorriso por onde passa. Seu sonho é viver sempre da arte. Em sua infância o Comendador Serafim Sofia, foi sua grande inspiração para que despertasse para a arte, dando-lhe muitos livros, mostrando suas composições, poesias.  Neris será sempre um sonhador que acredita na realização dos seus sonhos e não se intimida com nada. Neris é um artista completo.  Seus  shows encantam  mesmo porque o palco é a sua vida.  E aquele senhor do picolé  que o mandou voltar para que ele recebesse,  desapareceu.    Até hoje quando passa pela Rua Seabra Filho, lembra-se de quantas vezes  lá voltou e nunca encontrou ninguém.

                      MARGOT CARVALHO

{loadposition folhadaterra-posicao10}

{jcomments on}