CSA investe em tecnologia para monitorar o ar de Santa Cruz

Em parceria com o Instituto de Geociências da UFRJ, a ThyssenKrupp CSA instalou um moderno sistema de sondagem atmosférica, como parte do Termo de Ajuste e Conduta (TAC), com a intenção de fomentar os estudos da bacia aérea na região. O Sodar, como é chamado, consegue registrar e medir a direção e velocidade do vento, em várias alturas, gerando dados que serão utilizados para medir a dispersão de poluentes atmosféricos, e que também serão disponibilizados para uso da Base Aérea de Santa Cruz na segurança de pousos e decolagens.

Desde 2009 a CSA realiza o monitoramento da qualidade do ar em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e, com a chegada do Sodar/WindRASS, os estudos vão ficar cada vez mais precisos e completos. O aparelho vai ajudar a determinar como poeiras se dispersam na atmosfera, o que indica qual é a contribuição para a qualidade do ar dos vários tipos de fontes de emissões, como queimadas, trânsito, indústrias, construção civil e poeira de áreas e vias não pavimentadas.

Segundo a CSA, no Brasil, existem poucos aparelhos como este, sendo o terceiro a ser instalado no Estado do Rio de Janeiro. A CSA acredita no desenvolvimento econômico do bairro e, desde 2009, atua em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) fomentando os estudos climáticos e o monitoramento da qualidade do ar da região.

{loadposition folhadaterra-posicao10}

{jcomments on}