Pelada do GFMR fica no empate

muita movimentação foi a tônica da partida

 

O Sítio Tropical no Rio da Prata de Campo Grande recebeu como costuma fazer nas tardes das sextas feiras, os atletas do GFMR – Grupo de Futebol Manoel Ramalho- para sua tradicional pelada.

Diferente das últimas partidas está pecou pela burocracia. O time Preto jogava preocupado em compensar a pouca habilidade e força de Manoel e Melo, respectivamente, com muita movimentação. Sem um homem de armação contou com o entusiasmo de Pará e uma boa dose de sorte de Melo que abriu o placar crioulo aos três minutos de jogo e viu Dereck, logo a seguir, marcar contra o seu patrimônio, e na sequência deixar Pará chutar de fora da área para fazer o terceiro, aos 15mintos da primeira etapa. Surpreso o time Amarelo resolveu jogar, comandado por Joel exigia marcação sob pressão. Edinho e Renatinho cumpriram seus papéis e marcaram duas vezes, porém, no contra ataque, o Preto ampliou para 4×2. Faltando ainda 5 minutos de jogo o árbitro Pezão acabou o primeiro tempo e ouviu reclamações generalizadas da equipe Amarela que o convenceu. Marco Aurélio que fazia uma partida tímida, em cinco minutos marcou três vezes e virou o placar atropelando a zaga crioula comandada por Márcio. Ainda houve tempo para Fabiano voltar a empatar o jogo dando números finais ao placar do primeiro tempo: 5×5.

O segundo tempo trouxe as tradicionais mudanças e a equipe Amarela continuou mais técnica, o que lhe rendeu maior posse de bola e poder ofensivo. Kadinho, Emílio e Edinho perderam inúmeras oportunidades de gol. Pelo lado Preto Yago e Ricardinho davam trabalho e criavam boas chances de gol, mas o placar não se movimentava. Nos últimos minutos Edinho chutou e kadinho fez o corta luz para o sexto gol Amarelo. A igualdade do placar voltou num chute cruzado de Ueliton que fechou o placar em 6×6.

Equipes

Amarela: Alex, Dereck (Kadinho), Robson (Geovani), Marco Aurélio, Renatinho (Luiz), Edinho, Joel e Tatão (Emílio).

Preta: Junior, Márcio (Ligeirinho), Pará (Ricardinho), Fabiano (Bobo), Ueliton), Manoel (Anderson), Melo (Yago) e Boca (Paulo Anão). 

{loadposition folhadaterra-posicao10}

{jcomments on}

Comentários

comentários

Deixe um Comentário