PADRE MIGUEL, UM BAIRRO DE VERDADE

 

O artista plástico Clécio Regis comecou a nos dar uma entevista e a primeira resposta virou um artigo: O que é Padre Miguel?

 

…. UM GIGANTE, NO CENTRO GEOGRÁFICO DO RIO DE JANEIRO

 

Para quem acha que tamanho é documento, o Simpático Bairro da Zona Oeste, espremido entre Bangu e Realengo, mostra o contrário.

Padre Miguel é geograficamente um dos menores Bairros da nossa Região, porém quando analisamos o seu conteúdo Sócio político e cultural, temos uma enorme surpresa: A começar pela maior expressão cultural do nosso País, o Samba, aqui representado por duas agremiações de peso, a Mocidade Independente de Padre Miguel, como se não bastasse o Histórico de belíssimos sambas de enredos tem a melhor bateria do mundo.  E a Guerreira Unidos de Padre Miguel com 57 anos de vida no coração da Vila do Vintém um verdadeiro celeiro de bambas do samba que eu não poderia deixar de destacar dois que muito admiro: O saudoso Toco de Padre Miguel eTiãozinho da Mocidade dentre muitos que por lá passaram.

Não vou nem falar dos blocos que arrastam milhões no Carnaval desde a época do Boi vermelho e Vigor (este na década de 70).

Se existe um espaço que representa a alma do Carioca, respeitando a Lapa, acho que o Ponto Chic tem um peso maior. Pois os frequentadores são daqui da Região. Ao contrário da Lapa, deixando de lado as diferenças, temos: Um bom Polo Gastronômico, onde destaco o Frango Chic e Padaria Chic do Bairrista e Morador “Candinho”, Roda de samba de raiz com Paulinho Produto, a Bateria BN10 do Zé Bolinho e Mestre Jorjão.  Um dia desses teve destaque no Fantástico da TV Globo.  Quer conhecer resistência Negra sem papo de Caô, vá até o Ponto Chic Charm e conheça a verdadeira história de um Herói Brasileiro “Zumbi dos Palmares” onde você verá uma Escultura de um Guerreiro Afro, semi conotação Religiosa, feito por um Banguense criado no Conjuntão e que assina este Editorial (Clécio Regis). Mas para representar a essência carioca tem que falar de Futebol e ali está, no início do Ponto Chic, o Estádio de Moça Bonita do Bangu A.C., um dos Fundadores Thomas Donohoe, é o verdadeiro Pai do Futebol no Brasil com direito a Monumento no Bangu Shopping.

Acho que vou parar por aqui, porque a minha Alma Banguense é muito vaidosa e pode ficar com ciúmes de Padre Miguel.  Mas, pensando bem, Bangu pega muitas caronas.

Na fama do vizinho Bairro e às vezes tem como desculpas, a confusa divisão geográfica que muitos fazem vista grossa, como eu, por exemplo, juro que é às vezes, rsrsrsrsrsrs…

Voltando para o Tema: “Padre Miguel, um Gigante no Rio de Janeiro”, quando aqui cheguei em 30 de Setembro de 1972, era Domingo, lá vinha eu sentado sobre mudança do caminhão aberto emprestado pelo meu Padrinho, ao subir a Estrada da Água Branca na altura do Clube Paz Dourada já em Padre Miguel e a caminho do meu futuro lar do Conjunto Dom Jaime Câmara, em Padre Miguel, inaugurado em 1971, perguntei logo a um morador: “Este Conjunto é muito grande?”, Ele respondeu: “É o maior do mundo, meu filho”. E na época, era mesmo.

Aqui eu tomei meu primeiro banho de água limpa e encanada, privilégio que não tinha do alto do morro do Juramento, onde nasci e fiquei até aos 11 anos.  Me Politizei e me tornei cidadão.   Devo muito a este Grande Bairro.

AH! Estava esquecendo: O Poeta e Escritor Darlan de Andrade vai estar lançou seu Livro na Sede da ONU em Nova York no dia 15 de Maio de 2014, a convite.  Com o Título, “Pé de Poesia”, morador, nascido e criado na Vila do Vintém, isto é: PADRE MIGUEL.

Clécio Regis de Assis(Banguense de Padre Miguel)

{loadposition folhadaterra-posicao10}

{jcomments on}