Posto de Saúde Belizário Penna encerra a campanha de vacinação contra a poliomielite e contra o sarampo neste sábado

Em 10 dias de campanha de vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo, entre os dias 8 e 18/11, mais de 210 mil crianças foram imunizadas no município do Rio de Janeiro contra o vírus causador da paralisia infantil, o que representa 60% da população alvo. Contra o sarampo foram vacinadas no período mais de 133 mil crianças, número equivalente a uma cobertura de 43%. Atendendo a recomendação do Programa Estadual de Imunizações (órgão vinculado à Secretaria Estadual de Saúde) para todos os municípios fluminenses, a Secretaria Municipal de Saúde transferiu o segundo dia D da vacinação para o próximo dia 29 (sábado), quando se encerra a campanha no estado – um dia a mais do que no restante do país.

 

A recomendação do Programa Estadual de Imunizações para a transferência do dia D (que no restante do país será no sábado 22) e consequente prorrogação da campanha, ocorreu por conta do feriado estadual do Dia da Consciência Negra, instituído por lei desde 2002. No dia 29, espera-se uma maior adesão da população à mobilização pela vacinação.

 

Para as duas vacinas, a meta é chegar a 95% de cobertura da população alvo (329 mil crianças para a vacina da pólio e 288 mil para a do sarampo). Contra a poliomielite devem ser vacinadas crianças de seis meses a 4 anos. Já a vacinação contra o sarampo está indicada para crianças de 1 ano a 4 anos. A vacina aplicada poderá ser Tríplice Viral ou Tetra Viral, conforme idade e avaliação da caderneta de vacinação feita pelos profissionais de saúde.

 

As vacinas podem ser tomadas nas mais de 200 unidades de Atenção Primária da cidade, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Excepcionalmente nesta sexta-feira (21/11), ponto facultativo na cidade do Rio de Janeiro, as unidades funcionam até o meio-dia. Para os pais que não puderem levar seus filhos para vacinar nos dias úteis, a vacinação também estará disponível no sábado (29), das 8h às 17h, nas unidades de saúde e em postos extras que serão disponibilizados em toda a cidade, para facilitar o acesso da população.

 

A vacina contra poliomielite não tem contraindicações. No entanto, as crianças com problemas imunológicos e submetidas a transplante de medula óssea devem ser orientadas para a vacinação nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE). No caso da vacina do sarampo, responsáveis por crianças com alergia ou intolerância a componentes do leite devem comunicar esta condição ao profissional de saúde. O menor passará por avaliação e será cadastrado para posterior vacinação em ambiente hospitalar ou no CRIE.

{loadposition folhadaterra-posicao10}

{jcomments on}