Campo Grande faz hoje homenagem a Adelino Moreira

A escultura construída por Mestre Saul, outro icone da cultura local, foi instalada no calçadão do bairro

 

O Espaço Cultural Compositor Adelino Moreira situado na Rua Barcelos Domingos, calçadão norte de Campo Grande, centro comercial do bairro, como faz quase todos os anos, vai comemorar hoje (27-03) o aniversário do Cantor e Compositor Adelino Moreira, ilustre cidadão campo-grandense falecido em 2002. No local, junto à estátua instalada em sua homenagem, a partir das 17 horas, vão se apresentar ícones da música local com destaque para o cantor e compositor Weber Wernek, entre outros. Quem chegar vai poder ouvir na voz de Weber Werneck uma canção feita por Adelino Moreira em homenagem ao bairro que lhe acolheu em 1919 oriundo da cidade do Porto-Portugal:

 

Meu bairro,
Meu campo grande, distante,
No meu subúrbio galante,
Berço das canções de amor,
Meu bairro,
Da igrejinha do desterro,
Que dá perdão para o meu erro,
Erro de ser um sonhador.

Meu bairro,
Velha esquina dos pecados,
Dez de maio, um aliado,
Onde sorrindo vivi,
Meu bairro,
Da minha estrada do monteiro,
Juro que por nenhum dinheiro,
Me afastaria de ti.

Você não pense mulher,
Que me convence,
A deixar meu bairro,
Pelo seu olhar profundo,
Porque meu bairro
Também tem mulher bonita,
Que de veludo ou de chita,
É a mais linda do mundo,

Você não pense mulher,
Que eu deixaria,
Campo grande, rosita, sofia,
Cosmos do meu coração,
Onde eu curti minha primeira dor,
Onde nasceu meu verdadeiro amor,
E a minha primeira canção.
{loadposition folhadaterra-posicao10}

{jcomments on}

Comentários

comentários

Deixe um Comentário