VOU AGIR DIFERENTE

Os primeiros passos ensaiados,  guiados por Deus. Protegidos em meus braços, à noite, caindo de sono pela madrugada, cantando canções de ninar com todo o meu carinho agradecia, vocês  iluminavam o meu dia.

E vocês cresceram…

Quantas  decisões  tive que tomar! Cada vez mais, teria que discernir o obscuro das ciladas que vocês poderiam cair.

Se eu pudesse não  diria tantos “nãos”, mas foi necessário! O meu coração doía, adoecia. Resguardar, proteger, ensinar parecia-me tarefa. E é nessa hora que o coração chora.

Eu era a mãe má,  até porque fui indicada para a maior missão na terra: ser mãe!

  Olhos  me olhavam com altivez e eu não retrocedia. A vida é cruel e o objetivo das mães é proteger, orientar… Vocês não sabiam nada do mundo!

  Se  eu pudesse afastaria todos os dissabores que a vida porventura  pudesse ofertar.

                Dormir  na casa de amigos só se eu  conhecesse muito bem!  E  vocês se envergonhavam até porque as outras mães deixavam. Vocês foram  alunos  brilhantes!   Cadernos  todos os dias eram  revistos  para acompanhar o desenvolvimento escolar. Uma verdade seja dita: – de vocês só recebia elogios, nunca reclamações.  Cresceram  e não esqueceram dos “nãos” que somente eu dizia.

Seu pai,  o bonzinho, nunca  disse não,  não contrariava até porque,   não queria ficar mal diante de vocês.  E eu, lhes dizia a palavra mais detestada!

  Namoraram,   casaram, mas mesmo assim,  por longo tempo, ouvi  reclamações: – vou criar meus filhos assim, vou criar meus filhos…  serei  liberal, confiarei neles,  sairão com a galerinha, não os prenderei, mas  diante dos problemas que ultimamente  vinham acontecendo, vocês abriram seus olhos e agora, sabem dizer” não,” para preservar a integridade física e moral  das pessoas que amam e,  quem diria que  tão facilmente dissessem tantos “nãos”.  Concluo que finalmente perceberam que o amor está acima de tudo e querem preservar os filhos, não se importando se vão gostar ou não. Dirão quantos “nãos” forem necessários e seus corações ficarão chorando, mas com a consciência tranquila.

 Com meus nãos consegui formar vocês  de forma íntegra e honesta e me orgulho muito da minha coragem de cumprir a minha missão: “ser mãe”.

 

 O amor integral aceita desafios mesmo que esses desafios venham a  te prejudicar.

Se eu pudesse arcarias com  todos os dissabores que a vida vos aguarda, exporia meu coração pra sofrer, mas na verdade vocês estão prontos e, digam quantos “nãos” forem necessários   para que seus filhos, no futuro, sejam cidadãos íntegros e atuantes de verdade na sociedade, de forma total, com amor, respeito e responsabilidade para com seu próximo.

MARGOT  CARVALHO

{loadposition folhadaterra-posicao10}

{jcomments on}

Comentários

comentários

Deixe um Comentário