Procon Carioca advertiu seis agências bancárias em Campo Grande

operação em agências bancárias para verificar o  tempo de atendimento aos clientes.

 

Das 36 agências vistoriadas, 24 apresentaram irregularidades, foram autuadas e poderão ser multadas, em caso de reincidência. É o caso das agências – Banco Bradesco – Agência 6870

Av.  Cesário  de Melo, 3.110 – Campo  Grande; Banco Bradesco – Agência 3248

 Av. Cesário de Melo, 2.967- Campo Grande; Bradesco – Agência 0252

 Rua Augusto de Vasconcelos, 244 -Campo Grande; Banco do Brasil – Agência 3082  

Av. Cesário de Melo, 2.839 – Campo Grande; Caixa Econômica  – Agência 0208

Av. Cesário de Melo, 3.166 – Campo Grande e Banco Santander  – Agência  4652

Av. Cesário de Melo, 3.006 – Campo Grande.

 

Segundo a Lei Municipal 5.254/11, que estabelece as obrigações dos bancos nos serviços prestados a seus clientes, o tempo máximo de espera na fila para o atendimento não pode passar de 15 minutos. No entanto, em 24 agências vistoriadas os correntistas estavam aguardando mais tempo do que determina a lei.

 

Também de acordo com a lei 5.280/11, é obrigatória a instalação de divisórias que separam o consumidor atendido no caixa dos demais que aguardam atendimento. Os fiscais, no entanto, encontraram uma agência do Banco do Brasil sem o equipamento.

 

De acordo com a presidente do Procon Carioca, Solange Amaral,  os bancos são obrigados a fornecer senhas  para registrar a hora de entrada do cliente na fila:

 

– Nós não podemos admitir o desrespeito que alguns bancos tratam seus clientes, deixando que eles fiquem esperando horas para serem atendidos. Nós vamos continuar com as fiscalizações e as agências que forem reincidentes serão multadas.

 

O consumidor que quiser se queixar do desrespeito à Lei da Fila do Banco pode ligar para a Central 1746, da Prefeitura do Rio, ou fazer um registro pelo site.

{loadposition folhadaterra-posicao10}

{jcomments on}