Indiciadas em Campo Grande 12 pessoas envolvidas em fraudes do Bilhete Único

A 35ª DP (Campo Grande) concluiu, nesta sexta-feira, as investigações da “Operação Passagem Legal”, iniciada ano passado para apurar fraudes praticadas por empresas de ônibus envolvendo cartões de bilhete único, gerando prejuízo aos cofres públicos e ao serviço de transporte interestadual. Doze pessoas foram indiciadas por estelionato, crime contra a economia popular, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

De acordo com o delegado Hilton Pinho Alonso, que conduziu as investigações, a organização criminosa usava os cartões de forma fraudulenta, em uma empresa de ônibus localizada no Parque Independência, no município de Itaguaí. No local, os cartões eram passados em coletivos que ficavam na garagem, sem condições de circulação. Dessa maneira, a empresa arrecadava o valor das passagens sem que qualquer serviço público de transporte fosse prestado e sem qualquer custo, como manutenção dos veículos, contratação de empregados e combustível.

Ainda segundo o delegado, os donos dos cartões ficavam com 50% do valor arrecadado. Naquadrilha existia um núcleo responsável apenas pela captação dos proprietários do Bilhete Único.

Durante ação realizada em novembro do ano passado, foram cumpridos 13 mandados debusca e apreensão. Foram apreendidos materiais usados para o crime, além de R$ 60 mil. Na ocasião, Isaias Amaral de Souza, Dionatas Albino de Souza e Manoel Mario Guimarães foram presos em flagrante. Os três estão entre os indiciados.

{loadposition folhadaterra-posicao10}

{jcomments on}