Controladoria do Bilhete Único prende cambista em Campo Grande

A Secretaria de Estado de Transportes (Setrans), por meio da Controladoria Geral do Bilhete Único Intermunicipal, realizou nova operação de fiscalização contra fraude na manhã da sexta-feira, dia 04/09, em Campo Grande, na Zona Oeste. A ação, realizada em parceria com a Polícia Militar, resultou na prisão de um cambista vendendo saldos do BU.

 

O homem, que segundo as investigações integrava o grupo preso pelas equipes de fiscalização na semana passada, também em Campo Grande, foi levado para a 35ª DP, onde o inquérito está em andamento. O trabalho foi feito em parceria com o 40º BPM.

 

"Seguimos avançando no combate à fraude do BU. A parceria com a polícia tem apresentado ótimos resultados, mas solicitamos também o apoio da população para proteger um programa que atende diariamente milhões de usuários. Vender saldos do Bilhete Único é crime", disse o secretário de Estado de Transportes, Carlos Roberto Osorio.

 

Desde março a Setrans e Polícia trabalham em conjunto no combate à fraude no Bilhete Único Intermunicipal. Entre as principais denúncias investigadas estão casos de desvio na utilização do BU; fraudadores vendendo créditos de BU em pontos de ônibus; utilização de BU de terceiros por cobradores; vans intermunicipais validando bilhetes acima da capacidade de carregamento de passageiros; entre outras.

 

As operações de fiscalização incluem ações em terminais rodoviários, blitz móveis, perícia em validadores, entre outros. Para denunciar os cidadãos podem utilizar o Dique-Denúncia por meio do telefone (21) 2253-1177 ou www.disquedenuncia.org.br

 

Na última semana de agosto a Secretaria de Estado de Transportes (Setrans), já tinha realizado uma operação desse tipo que  resultou em prisão, em flagrante, de dois cambistas vendendo saldos do BU. Os homens foram levados para a 35º DP, em Campo Grande, onde foi  aberto o inquérito para investigação policial. Além disso, o motorista da linha 2336 (Campo Grande-Castelo) e o despachante da Viação Pégaso, também foram levados para a delegacia para prestar esclarecimentos. Também foram apreendidos R$ 280 e 40 cartões do Bilhete Único. De acordo com o decreto 45.338/15 será aberto processo administrativo para avaliação do caso, o que poderá resultar na suspensão do benefício aos titulares dos cartões.

{loadposition folhadaterra-posicao10}

{jcomments on}

 

Comentários

comentários

Deixe um Comentário