Grupo dos Treze mudou sua estrutura organizacional e operacional

A reunião do Grupo dos Treze do dia 25 de setembro trouxe mudanças radicais na forma de agir do grupo. O que era apenas uma reunião de confraternização de alguns amigos, após experimentar um crescimento significante no número de convidados, passou a ser uma ação social de uma organização comprometida com o desenvolvimento social do bairro e disposta a oferecer ajuda humanitária.

A generosidade de dois fundadores George Audi e Jorge Dib, patrocinadores do grupo nos últimos anos, foi trocada por uma pequena contribuição mensal (R$ 30,00) para constituição de um fundo mantenedor de eventuais despesas com ações humanitárias e sociais.

As últimas reuniões produziram uma lista de presença com mais de cem nomes que agora deixaram de ser convidados para se tornarem membros do grupo. A expectativa dos principais membros fundadores do Grupo dos Treze é que às futuras reuniões, como já vinha acontecendo, possam provocar debates sociais e apresentar soluções para os principais problemas do bairro.

Presente à reunião o Deputado Estadual Jorge Felipe Neto mostrou o seu projeto de mandato. A organização do comércio ambulante no calçadão de Bangu por seguimento, é um pensamento do parlamentar que é o responsável pela nomeação do atual administrador regional do bairro, Adilson Ribeiro.

O empresário Luiz Guedes, membro do Grupo dos Treze, deu uma aula de solda elétrica para justificar a fala da empresária Sandra Neves que pediu ensino técnico ao deputado.

 

 

Comentários

comentários

Deixe um Comentário