Voltou a chover gols no GFMR 15×12: Edinho toca na saída do goleiro para fazer mais um

A tradicional pelada do GFMR desta sexta-feira (30-10) voltou a ser marcada pelo número exagerado de gols quando 27 foram assinalados pelas duas equipes. Destaque para o golaço do zagueiro Robson, comemorado e elogiado até pelo adversário, e para Paulinho, artilheiro da partida com 7 gols. A apatia de Pará também virou destaque.

Goleiro Rômulo sai para cortar o que seria mais um gol de Emílio
Goleiro Rômulo sai para cortar o que seria mais um gol de Emílio

O jogo começou truncado com as equipes disputando a posse de bola no meio de campo. Aos poucos os erros foram aparecendo e o time Amarelo aproveitou. Paulo Anão, Robson e Paulo Rabello construíram um placar de 3×0. Com o resultado adverso Fabiano, Emilio e Edinho passaram a correr mais, apertaram a marcação e conseguiram diminuir a diferença e fazer justiça ao placar do primeiro tempo: 6×4 para os Amarelos, num jogo equilibrado.

A correria de Paulo Rabello lhe rendeu 4 gols mas não evitou a derrota
A correria de Paulo Rabello lhe rendeu 4 gols mas não evitou a derrota

No segundo tempo as mudanças efetuadas pelo doublé de jogador e cartola Manoel, mais uma vez, determinou o resultado da partida. Com a entrada de Paulinho no Time Preto sem a compensação necessária – o goleiro estreante Rômulo que já vinha comprometendo o desempenho Amarelo poderia ser trocado de lado- o jogo ficou previsível. Logo no início Bodinho e Paulinho empataram o jogo, ducha fria em Pará que foi o espelho do desânimo do time amarelo. Apesar disso, na base da raça, Paulo Rabello e Flávio reagiram e conseguiram abrir, mais uma vez, três gols de vantagens no placar, mas não sustentaram, Paulinho e Bodinho voltaram a empatar a partida. Mais uma ducha fria nas pretensões amarela.  Só a luta e a determinação matinha as esperanças amarelas, e Pará numa jogada isolada conseguiu pela última vez pular na frente do placar: 10×9. Daí prá frente só deu Paulinho e os crioulos que voltaram a empatar e abrir 5 gols no placar. No final o cala boca para os amarelos: Paulo Rabello e Renan diminuíram e evitaram um vexame maior. Placar final 15×12 para a EQUIPE Preta.

Flávio tentou marcar o seu chutando de longe sem resultado
Flávio tentou marcar o seu chutando de longe sem resultado

Equipes e notas:

Amarela: Rômulo – se adaptando, pode melhorar 3, Robson – defendeu e atacou com coragem e ainda fez o seu 5 (Dudu – entrou para se machucar, Renan – muita luta 3), Lico – voltou fora de ritmo 5,5 (Flávio – fez o que pode 5,5), Paulo Gaio – só um gol 5, Pará – queria sair e fez dois gols 5, Fabinho – também fez dois e teve boa atuação 5,5 (Bobô – não conseguiu encontrar seu espaço  4,5), Boca – muita falação 5 e Paulo Rabello – quatro gols e muita luta 6.

Preta: Junior – bom 5,5 (Flávio Renan – bom 5,5), Tatão – boa atuação, 4,5, Fabiano – se impõe 5,5 (Paulinho – sabe jogar, tem sobrado em campo, artilheiro da partida 7), Willian – muita participação, entendeu o jogo 5,5, Emílio – teve oportunidades e não aproveitou, rende muito mais que dois gols 6, Edinho – nas horas difíceis comandou a reação 6, Ricardinho – muita disciplina e um gol 5,5, Manoel – sem inspiração 4 (Bodinho – cumpriu sua missão 6)

Comentários

comentários

Deixe um Comentário