Retrospectiva 2015: Pelada do GFMR fecha com placar politicamente correto: 17×14 – Ricardinho não evitou mais um

A tradicional pelada do GFMR – Grupo de Futebol Manoel Ramalho aconteceu mais uma vez nessa sexta feira (06-11), no Sítio Tropical, no Lameirão, e voltou a ter um número exagerado de gols. A visão mais democrática do grupo que passou a priorizar o respeito ao companheiro em detrimento da qualidade do jogo, exigindo cada vez menos do atleta, justifica.

A partida voltou a ser equilibrada, só se definindo nos momentos finais. O time preto abriu o placar, mas logo cedeu o empate. Essa foi a tônica do primeiro tempo que terminou 4×3 para o time Preto, com destaque para Bodinho e Paulo Rabello que conferiram com sucesso as principais jogadas criadas por Melo no time Amarelo. O posicionamento confuso de Manuel e Marco Aurélio que mais tarde viria a se destacar pelo espírito de luta; e a falta de entrosamento entre Yago e Fabinho foi o que se viu no time Preto.

Yago avança com a bola perseguido de longe por Fabiano. Paulo Rabello observa
Yago avança com a bola perseguido de longe por Fabiano. Paulo Rabello observa

O segundo tempo não trouxe novidades táticas e tecnicamente. Mais uma vez Paulinho fez a diferença para o time Preto, sendo acompanhado de perto pelos adversários Emilio e Pará. A vantagem no placar voltou a ser alternada pelas equipes só se definindo nos últimos instantes. Placar Final 17×14 para o time Preto.

Edinho ganha a disputa Demberg (preto)
Edinho ganha a disputa Demberg (preto)

Equipes e notas:

Amarela – Flávio Renan – seguro 6, Tatão – deu pro gasto 4 (Flávio – virou zagueiro e foi bem 5), Ricardinho – no mesmo nível 5, Fabiano – seguro, inspira confiança 5,5 (Pará- sabe jogar, fez o que pode e quatro gols, mas também perdeu pênalti 6), Edinho – pode render mais, dois gols em 14 é pouco 5, Bodinho – oportunista marcou dois gols 5,5 (Paulo Anão – só um gol 5), Emílio – cinco gols sem jogar bem 6 (Bobo burocrata 4,5), Melo – bem enquanto teve fôlego 5,5 (Giovane – não comprometeu 4,5).

 

Preta – Rômulo – Está se adaptando 4,5, Demberg – conhece a posição 5,5, Marco Aurélio – inspirado fez 3 gols 5,5, Yago – tem mais pra dar, fez apenas um gol 5 (Paulinho – artilheiro da partida com seis gols 7) Boca – burocrático 5, Fabinho – ficou devendo 5 (Cirilo – no mesmo nível, mesmo achando que a zaga era fraca só fez um gol 5,) Paulo Rabelo – conhece a posição, fez quatro gols 6, Manuel – não comprometeu 4 (Ligeirinho – confiante, correu muito e fez um gol 5 / Cesar – entrou bem e também fez um gol, mas perdeu um pênalti 5).