ThyssenKrupp lança projeto para aperfeiçoar desempenho que pode refletir em Santa Cruz

O grupo industrial alemão ThyssenKrupp lançou um programa de cinco anos para melhorar o desempenho de sua divisão de siderurgia diante da crise do internacional do setor. A estratégia poderá ser aplicada também às operações da empresa no Brasil, no Distrito Industrial de Santa Cruz.

O conglomerado industrial afirmou que o programa chamado one steel tem como objetivo concentrar a divisão nas necessidades de clientes, além de aumentar eficiência de produção, inovar mais rapidamente e melhorar a cadeia de fornecedores. “Após o forte foco em medidas de redução de custo e estabilização financeira bem sucedida, a divisão de siderurgia agora tem como objetivo manter e continuamente melhorar a sua performance”, informou a empresa em comunicado.

O grupo alemão mais que dobrou o lucro operacional na área de aço na Europa no ano encerrado em setembro graças a profundos cortes de custos, mas importações de aço barato da China continuam a deprimir preços. Porém, “a situação nos mercados siderúrgicos não se estabilizou e piorou muito nos últimos meses”, disse a companhia na nota.

A ThyssenKrupp afirmou que o programa vai começar pela divisão de siderurgia na Europa e que eventualmente poderá ser ampliado para as operações de Santa Cruz, que neste ano fiscal chegaram ao equilíbrio financeiro pela primeira vez, afirmou nesta semana o presidente regional do grupo para América do Sul, Michael Höllermann. No País, a empresa detém a Companhia Siderúrgica do Atlântico, que tem sido apoiada pela demanda dos EUA por aço e desvalorização do real.

 

 

Comentários

comentários

Deixe um Comentário