Tudo igual no Gfmr 10×10: no cruzamento de Bodinho Ueliton se prepara para cortar mais uma

Em sua segunda partida da temporada, o Grupo de Futebol Manoel Ramalho deu continuidade a programação do ano com a presença da quase totalidade dos atletas inscritos.
O jogo foi equilibrado em seu primeiro tempo com destaques para o goleiro Romulo e para a cobrança de Ueliton que viu na ingenuidade de Joel e Ricardinho, a causa da derrota Amarela no primeiro tempo – 5×3. A canhotinha de Emilio funcionou mais uma vez no ataque Preto que teve ainda Willian dando trabalho pela esquerda, e o doublê de atleta e presidente Manoel dando um susto na galera ao tentar um drible e se machucar.

image
Nesse lance Manoel se machucou
Bobô: muita atenção para não complicar:
Bobô: muita atenção para não complicar:
Willian em mais uma descida pela esquerda
Willian em mais uma descida pela esquerda

No segundo tempo a partida perdeu qualidade técnica com muita discussão de ambas as partes. Disso se aproveitou Paulo Rabelo que marcou cinco vezes e garantiu o empate para o Amarelo – 10×10 -.
A equipe Preta jogou com Romulo, seguro, nota 6 (Junior, manteve o nível, nota 6); Marco Aurélio, burocrático, nota 4; Pará, ditou o rítmo com 3 gols, nota 6; Boca, faltou espírito de luta, nota 5; Bodinho, fez 2 gols e compensou a atuação discreta, nota 5,5 ( Ligeirinho, muita correria para não comprometer, nota 4); Manoel, brincou e saiu machucado, nota 4 (Yago, discreto fez o seu, mas ficou devendo, nota 5); Emilio, marcou três vezes e manteve a fama, nota 6 (Paulo Gaio, pouco apareceu, nota 5); Willian, jogou bem, faltou um gol, nota 5,5.

A equipe Amarela jogou com Renan, desconcentrado, nota 5,5; Renatinho, com dois gols justificou a nota 6 (Cesar, entrou bem, sustentou a reação, nota 6); Ueliton, jogou e orientou, nota 6; Tatão, teve trabalho com William, nota 4 (Tovar, mesmo fora de forma deixou sua marca, nota 5), Ricardinho, abaixo do seu nível, nota 5; Joel, acordou no segundo tempo e fez o seu, nota 6; Paulo Rabelo, concentrado o tempo todo garantiu a fama de artilheiro com 7 gols, nota 7,5; Melo, jogou bem até se machucar, nota 5,5 (Bobo, não comprometeu, nota 5).

Comentários

comentários