Draco apreende planilhas de cobrança em ação no combate à milícia na Zona Oeste

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e de Inquéritos Especiais (DRACO/IE), em uma ação de repressão contra as atividades de milicianos no programa habitacional ‘Minha Casa, Minha Vida’, apreendeu hoje de manhã, em Santa Cruz, na Zona Oeste, várias planilhas com valores de cobranças ilícitas contra comerciantes da região e oito caixas, cada uma com 50 pacotes, somando quatro mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai. Foram apreendidos também uma pistola calibre 9 mm, uma granada, munições, colete, fardamento utilizado pelos milicianos e um veículo Renault Logan roubado.

Draco_apreensao_cigarro2Draco_apreensao_cigarro

“A diligência foi muito importante, pois as planilhas de cobranças que apreendemos comprovam a atuação da milícia na extorsão praticada contra comerciantes das regiões de Santa Cruz e também Seropédica e Nova Iguaçu”, destacou o delegado titular DRACO/IE, Alexandre Herdy.

De acordo com o delegado titular da DRACO/IE foi dado o primeiro passo no aprofundamento das investigações sobre as denúncias apresentadas pelo padre polonês Pedro Stepien. O religioso foi ameaçado pela milícia, por acolher em Brasília, onde mora, famílias expulsas pelos milicianos que atuam no programa habitacional ‘Minha Casa, Minha Vida’, na Zona Oeste do Rio. A DRACO/IE registrou a investigação e segue em ações para repressão das práticas criminosas.

O trabalho de forma ostensiva vem identificando vários milicianos, como o criminoso, que embora tenha conseguido fugir na ação de hoje, será indiciado por posse de arma de fogo de uso restrito, organização criminosa e receptação.

 

 

Comentários

comentários