Por Frederick Vitilio: COMUNICADO DO SINDJUSTIÇA SOBRE A GREVE DE ADVERTÊNCIA NOS DIAS 16, 17 E 18 DE MARÇO…

“MENSAGEM À CATEGORIA
Por Direção Geral em 09/03/2016

Em toda categoria tem uma parcela que não depende financeiramente do salário, porque possui outras fontes, por casamento ou outro trabalho.

Em toda categoria, há gente que tem medo. Se vc perguntar de que, a pessoa nem sabe ao certo, mas passou anos repetindo esse mantra e pronto. O Sind está assegurando que todos serão abonados, como sempre foram, porque greve é um direito constitucional e a gente sempre faz o dever de casa de garantir isso. Ninguém terá prejuízo. Mas a desculpa do medo continua… enraizada, forte, covarde!

Em toda categoria tem gente que se omite. Gente que pensa que faz parte de uma elite só por estar geograficamente mais perto do poder ou do chefe. Aí passa a se comportar como se fizesse parte de uma casta e a se distanciar dos colegas. Nunca sequer sabe o que os plebeus estão fazendo para sobreviver do lado de fora de sua redoma.

Em toda categoria tem gente que é inerte. O mundo ao seu redor pode desabar que ele vive no mundo da lua. Não se informa. Não acompanha. Não sabe de nada. E fala mal do Sindicato pra fingir que acompanha alguma coisa. E fala bobagem. E sente saudades de outras gestões, quando o sindicato era saqueado diuturnamente, mas, em compensação, não enchia o saco de ninguém com esse papo de luta e consciência, porque estava preocupado demais em desviar recursos e em usar as licenças como férias permanentes.

Em toda categoria tem gente de todo tipo. Alguns sempre acham que têm o melhor motivo do mundo pra não lutar ao lado dos demais: não pode ficar sem auxílio alimentação ou não pode ficar sem o salário, como se alguém aqui pudesse fazer isso…

Tudo isso existe. A diferença é que em outras categorias, vc pode achar que tem a melhor das desculpas pra não lutar, mas sabe que os seus colegas dependem da SUA FORÇA pra saírem vitoriosos de uma guerra que já nasce injusta. E aí quem tem de fato o sentimento de coleguismo, companheirismo e união luta junto. Nem que seja em respeito e solidariedade aos colegas que passam a maior parte da vida ao seu lado. Isso é uma categoria de fato. E é isso que ainda falta a muita gente. Agir como equipe. O sucesso do seu colega é o sucesso de todos. A luta de um é a luta de todos. Se fôssemos assim, não haveria salário defasado, não haveria remoção forçada, não haveria assédio moral…. mas não somos, infelizmente. E está na hora de mudar isso!!!

O nosso futuro depende de uma mudança imediata de postura. Experimente! Vc não imagina a sensação que é voltar pra casa com o orgulho de quem lutou mais um dia por um futuro melhor, com a sensação de dever cumprido e com a certeza de que fizemos a nossa parte!
Vamos iniciar uma grande greve. Precisamos fazer isso. Não há mais o que explicar. O projeto do Pezão retornará à Alerj e será feito desta vez com respaldo do governo federal, que exige expressamente CONGELAMENTO DE SALÁRIOS e AUMENTO DA CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA. A inflação já ultrapassa 10%. Já perdemos a inflação de 2015. Teremos mais 2 anos de congelamento pela frente.
Qual parte você não entendeu?

O nosso sindicato não é intransigente. Não é a favor de chamar greve de meia em meia hora, mas não podemos permitir que este pacote seja aprovado porque TODOS NÓS PAGAREMOS UM ALTO PREÇO. Não adianta lamentar depois que estiver com salário congelado e a inflação corroendo os seus ganhos. Quando acabarem as olimpíadas, vc vai ver o rastro de destruição que ficará no Estado, endividado até o pescoço. E vc vai sentir no contracheque congelado o que é uma crise.

Então, no fundo, o problema é um só: Você precisa acordar e reagir juntamente com os demais servidores do TJ e do Estado. Você não tem opção. Guarde suas desculpas e seus discursos covardes. A hora é de lutar. Se TODOS pararem no Estado, a greve não precisa durar uma semana. Simples assim. A decisão é sua!

Além de todos os escândalos que vimos denunciando, soube-se agora que o governo concedeu em apenas cinco anos 138 BILHÕES de reais em isenções fiscais para empresas milionárias enquanto nós passamos o maior sufoco para receber. Será que isso não deixa ninguém indignado? Perdemos a capacidade de nos revoltar com essa farra que fazem com o dinheiro dos nossos impostos?

Se não quer lutar como servidor, faça-o como CIDADÃO! Lute por sua família, que depende de você. Estes 138 BILHÕES deveriam nos garantir saúde, educação, segurança, salário digno… Não precisaríamos estar nesta dificuldade eterna se tivéssemos a coragem de lutar JUNTOS contra isso! Pelo menos uma vez na vida! Não teremos segunda chance. A hora é agora!

Dias 16, 17 e 18 de março! Greve de advertência!

JUNTOS SOMOS FORTES!
DIREÇÃO GERAL:
Alzimar Andrade
Ramon Carreira
Fred Barcellos

Comentários

comentários

Deixe um Comentário