Patrulha Ambiental resgata animais silvestres em Santa Cruz e Campo Grande

Personagens de desenho animado, o mico Abu, o esquilo Teco e a coruja Corujão, resolveram se reunir, na segunda-feira, dia 21, no Rio de Janeiro. Guardas municipais da Patrulha Ambiental – parceria da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e da Guarda Municipal – realizaram resgates de três animais do tipo em residências da Zona Oeste. As ações foram realizadas após chamado da população por meio da Central 1746.

 

mico

O pequeno mico foi resgatado em uma residência na Rua Anísio Gonçalves, em Campo Grande. Ele foi encontrado acuado em um canto da casa pelos moradores, que acionaram a Patrulha. Os GMs que realizaram o resgate desconfiam que ele pode ter levado choque da fiação elétrica e caído na residência. Após o resgate, o animal foi conduzido para o Centro de Recuperação de Animais Silvestres (CRAS), da Universidade Estácio de Sá, para receber atendimento veterinário.

Já o esquilo e a coruja foram encontrados em residências na Rua Gustavo Dória, na Praça Seca, e na Estrada de Sepetiba, em Santa Cruz. Os moradores acionaram a equipe da Prefeitura porque os animais não conseguiram sair de suas residências. Após os resgates, os dois também foram conduzidos para o CRAS, para passar por avaliação veterinária.

 

A Guarda Municipal orienta a população sobre o resgate de animais silvestres: ao flagrá-los em área urbana ou em qualquer situação de risco fora do seu habitat, deve-se acionar a equipe da Patrulha Ambiental para um resgate seguro. O manuseio não é aconselhável. Os agentes podem ser acionados por meio do telefone 1746, da Prefeitura do Rio, que funciona 24h.