Conselho Comunitário de Segurança de Campo Grande fez sua reunião mensal

Com a presença do Delegado da 35ª Delegacia de Polícia Marcelo Ambrózio e do Major Matos representando o Ten. Cel. Marcos Neto, comandante do 40º BPM – Batalhão de Polícia Militar- a reunião do CCS – Conselho Comunitário de Segurança – transcorreu de forma costumeira, com os conselheiros agradecendo e cobrando demandas de suas comunidades. Dentre os diversos assuntos tratados nessa reunião de 25 de maio, na sede da OAB Campo Grande, o caso da Uezo que vive em estado falimentar, ganhou destaque mais uma vez, e a concorrência do deputado estadual Carlos Osório, pré-candidato a prefeitura do Rio de Janeiro, que defendeu um plano de carreira para a Guarda municipal. “Dos 8200 guardas só 100 trabalham em Campo Grande, isso não é razoável”, disse Carlos Osório.

Deputado Carlos osorio
Deputado Carlos osorio

O jornalista Jessé Cardoso pediu aos gestores do CCS que convidassem os deputados estaduais da Zona Oeste – a original- para debaterem o caso da Uezo na próxima reunião . São eles: deputados Coronel Jairo, Thiago Pampolha, Jorge Felippe Neto, Lucinha, Paulo Ramos e o deputado federal Luiz Carlos Ramos. A solicitação foi acolhida pelo presidente Luiz Carlos Dentinho.

Julio César de Freitas representante do Grupo Comunitário de Vasconcelos pediu ação contra assaltos na região
Julio César de Freitas representante do Grupo Comunitário de Vasconcelos pediu ação contra assaltos na região

Também mereceram destaque: o pedido de doações do delegado da 35ª DP que não tem suprimentos para o dia a dia da delegacia; a apresentação de soluções para o trânsito de Campo Grande apresentada pela Comissão de Trânsito da OAB- Campo Grande; a cobrança de ações repressivas ao comércio do sexo e a assaltos nas ruas Manaí e Engenheiro Trindade, respectivamente, feita pelo vice presidente da OAB, Sidnei Barrozo; e a apresentação do Conselho Comunitário de Segurança Escolar feita pela equipe do 40º BPM.