Vila Militar: Estação Ferroviária Olímpica foi entregue ontem

 

 

O secretário de Transportes, Rodrigo Vieira, e o presidente da SuperVia, José Carlos Prober, entregaram, nesta quarta-feira (06/07), a Estação Vila Militar, do Ramal Santa Cruz. Esta é a terceira estação do pacote de obras olímpicas, que contempla a reforma de outras cinco consideradas estratégicas para os Jogos Rio 2016: São Cristóvão, Engenho de Dentro e Deodoro (estas três em fase final de reforma), Ricardo de Albuquerque e Magalhães Bastos (entregues em fevereiro e junho, respectivamente). O valor total do investimento da concessionária é de R$ 250 milhões.

Foram incluídos no processo histórico de reforma: novos acessos por meio de rampas (uma ligada à Estrada São Pedro e Alcântara e outra integrada à estação do BRT); recuperação da fachada; ampliação do mezanino e das plataformas; instalação de elevadores; cobertura metálica no mezanino e cobertura nas plataformas; nova iluminação em LED; instalação de piso tátil; construção de banheiros; substituição do modelo de catracas; e implantação de sistema de reuso da água pluvial.

A estação irá atender ao público que for assistir às competições olímpicas realizadas no Estádio de Deodoro, na Arena da Juventude, no Centro Aquático, no Centro Olímpico de Tiro e no Centro Olímpico de Hóquei.

– A Estação Vila Militar é estratégica para a Olimpíada e vai entrar para a história da cidade do Rio de Janeiro, atendendo à população do entorno. É uma obra de legado que trouxe acessibilidade e comodidade, aumentando ainda mais a qualidade na prestação de serviço da SuperVia – destacou o secretário.

A previsão da concessionária é que, no período dos Jogos, sejam ofertados três milhões de lugares nos trens, diariamente, em cerca de 1,6 mil viagens. Além das seis estações olímpicas, as estações Central do Brasil, Intermodal Maracanã e Madureira – reformadas e com acessibilidade plena – também serão fundamentais para o atendimento durante o evento.

Comodidade e acessibilidade

Aberta ao público em agosto de 1910, a Estação Vila Militar chega aos 196 anos de existência mais moderna e oferecendo comodidade e acessibilidade aos passageiros.

– Importante no início do século XX para o embarque e desembarque das tropas militares e materiais bélicos, e também dos moradores locais, hoje a Estação Vila Militar está de cara nova. Ainda mais bonita, com itens de acessibilidade, mais uma vez será destaque na região, recebendo milhares de passageiros e espectadores durantes as Olimpíadas e Paralimpíadas – afirmou José Carlos Prober, presidente da SuperVia.

Segundo Rodrigo Vieira, o objetivo da Secretaria de Transportes é levar qualidade e acessibilidade para todo o sistema.

– O Governo do Estado está trabalhando para levar acessibilidade a todas as estações. Nosso objetivo é disponibilizar essa qualidade em todo o sistema ferroviário – conclui.