MPRJ representa pela prisão temporária de três agressores da transexual em Santa Cruz

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) representou pela prisão temporária de três homens acusados de agredir uma transexual e sua irmã, na Rua da Feira, em Santa Cruz, no domingo (11/09). A representação contra Rodrigo Luis Silva Soares, Cleiton da Silva Gomes e Jorge Batista Ignácio Júnior foi feita pela Promotoria de Justiça do Plantão Noturno e as prisões decretadas na madrugada desta quarta-feira (14/09).
O pedido de prisão foi feito pela 36ª DP (Santa Cruz) que investiga o caso. Os mandados foram cumpridos, segundo a polícia. Os autores da agressão foram identificados em uma gravação em vídeo, cujas imagens foram amplamente divulgadas em redes sociais.
A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar o crime. Segundo a representação, os acusados poderão responder por tentativa de homicídio qualificado.

 

Comentários

comentários