Parque Radical de Deodoro recebeu competições oficiais após os Jogos Rio 2016

Menos de dois meses após o encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o Parque Radical de Deodoro, construído pela Prefeitura do Rio com recursos do Governo Federal, já é amplamente utilizado em suas duas funções. No feriado de 7 de Setembro, foi reaberto como espaço de lazer para a população carioca. Neste domingo (16/10), foram encerradas as primeiras competições oficiais realizadas no local, o Sul-Americano e o Pan-Americano de canoagem slalom.

Após quatro dias de provas que reuniram cerca de 50 competidores de sete países, os atletas não pouparam elogios para o circuito de canoagem slalom.

– O campeonato foi ótimo. Nunca imaginei que a canoagem teria uma estrutura como essa, com um circuito espetacular. Essa mistura de lazer e competições profissionais do Parque Radical é muito interessante, pois traz os jovens para perto do esporte. Tenho certeza que Deodoro será o berço de grandes atletas no futuro – disse Ana Sátila, que representou o Brasil nos Jogos Rio 2016 e neste domingo conquistou duas medalhas de ouro no Pan-Americano, nas provas individuais de caiaque (K1) e canoa (C1).

Depois de conseguir um resultado histórico nos Jogos do Rio – foi sexto no caiaque individual (K1) – Pedro Henrique Gonçalves ficou com o ouro no Pan-americano na mesma prova. Para ele, o circuito de Deodoro é “o melhor do mundo”:

– É um circuito perfeito para treinos e competições. Temos um grande legado dos Jogos Olímpicos, que vai aumentar o interesse pela canoagem. Com certeza temos talentos escondidos nas comunidades que ficam perto do Parque Radical. Com esse espaço, um momento de lazer pode ser o primeiro passo de uma carreira esportiva.

Com 500 mil metros quadrados, o Parque Radical é a segunda maior área de lazer da cidade, atrás apenas do Parque do Flamengo.

Durante os Jogos, foi palco das competições olímpicas de canoagem slalom, mountain bike e BMX. O local é aberto a 1,5 milhão de pessoas de dez bairros e três municípios vizinhos (Nilópolis, Nova Iguaçu e Mesquita).

 

Comentários

comentários

Deixe um Comentário