Zona Oeste volta a eleger o prefeito do Rio

Marcelo Crivella foi eleito prefeito do Município do Rio de Janeiro com mais de 30% dos votos válidos obtidos na Zona Oeste da Cidade do Rio de Janeiro, a original – Santa Cruz, Campo Grande, Bangu e Realengo-, somando mais de 550 mil votos. A Zona Oeste criada com fins políticos pelo ex-prefeito César Maia – Barra da Tijuca e Região- participou com quase 200.000 votos. A região que mais se aproximou foi a Zona Norte com aproximadamente 400.000 votos. A região central de Santa Cruz, uma das quatro capitais da Zona Oeste, foi a que mais contribuiu para o resultado cravando 46.196 votos, de um total de 190.099 contabilizados na região que engloba ainda Sepetiba, Pedra de Guaratiba, Guaratiba e Paciência. A região central de Campo Grande contribuiu com 14.859 votos de um total de 229.217 votos contados na região que também considera Guaratiba, Inhoaíba, Cosmos, Senador Augusto de Vasconcelos e Santíssimo. Na região de Bangu onde 217.170 eleitores cravaram Crivella, o TRE não destacou os votos da região central, bem como os da região central de Realengo. Toda região de Bangu, na ótica do TER, engloba os bairros de Senador Camará, Padre Miguel, Realengo, Magalhães Bastos e Vila Militar. Na Zona Oeste, o bairro de Santa Cruz e a região de Campo Grande foram os campeões de votos no senador Crivella. O prefeito eleito reconheceu a importância da região no resultado e reservou a maior parte do dia seguinte à eleição para comemorar nos calçadões de Bangu, Campo Grande e Santa Cruz. Na sede do Bangu Atlético Clube fez seu discurso oficial de agradecimento a região.

Comentários

comentários

Deixe um Comentário