Máfia é campeão no Diana

O Campeonato de Futebol Veterano do Diana, em Campo Grande, encerrou ontem (11.12) e foi vencido pela equipe do Máfia Futebol Clube, na disputa de pênaltis, após um emocionante empate em 2×2 contra a equipe da Associação Atlética Guaratiba.

Léo pega o terceiro pênalti e garante o título
Léo pega o terceiro pênalti e garante o título
Quando precisou Léo tranquilizou
Quando precisou Léo tranquilizou

O Máfia, tradicional campeão da competição, trouxe para a decisão toda a sua experiência em finais, enquanto o Guaratiba chegou à final na primeira vez que participou do campeonato.
Nada disso pode ser levado para as quatro linhas e prevaleceu o desempenho dos atletas em campo.
A partida começou nervosa com o Guaratiba tomando a iniciativa do jogo. No primeiro ataque, no primeiro minuto, Tuninho penetrou pela direita, venceu a marcação e, de cara com o goleiro Léo, desperdiçou a chance. A equipe do Máfia, visivelmente insegura na defesa, dava espaços e corria riscos. Mesmo assim saiu pro jogo e ocupou o campo adversário. Amilton teve uma excelente oportunidade de abrir o placar e também desperdiçou. No primeiro tempo foi só. O jogo foi muito estudado. O Guaratiba bem postado, marcava bem e saía na boa; o Máfia corrigiu o posicionamento de Babú que encontrou espaços pela esquerda para municiar João Cláudio. Pela direita Waguinho também tentava levar perigo ao goleiro Fabinho, pouco exigido.

Waguinho bem marcado tentou agredir pela direita
Waguinho bem marcado tentou agredir pela direita
Niltinho correu para titulo que escapou no final
Niltinho correu para titulo que escapou no final

O início do segundo tempo foi igual ao do primeiro. O Guaratiba explorou a insegurança da zaga adversária e quase abriu o placar: o zagueiro Pirata bobeou deixando escapar uma bola vadia e Niltinho roubou, entrando de cara com o goleiro Léo, que salvou mais uma vez. O jogo continuou burocrático, pelo meio, até a mudança do técnico Bebeto do Guaratiba que trocou Tuninho por Índio, fazer efeito. Em mais uma falha de marcação da defesa do Máfia, Índio foi lançado e entrou de cara com Léo que dessa vez nada pode fazer: 1×0 Guaratiba aos vinte minutos. Com vantagem no placar o técnico Bebeto trocou Tinho pelo volante João e apostou nos contra ataques. A comissão técnica do Máfia encabeçada pelo Cartola Alberto, tinha dificuldades para trocar Bocão contundido e Silvano cansado. Disso se aproveitou o Guaratiba através de Índio, que incendiou o jogo em mais um ataque rápido e outra falha da Zaga. Após driblar o Zagueiro Pirata, chutou cruzado – ou errou o chute – e encontro Niltinho livre para tocar na saída do goleiro Léo e fazer 2×0 para o delírio da comitiva guaratibana que aos 35 minutos botou as duas na taça, mas não fechou os dedos.
Com as mexidas já efetuadas – saiu Silvano entrou Marquinhos, saiu Evaldo entrou Alexandre, saiu Bocão entrou Fósforo -, sem ter muito o que fazer, o Máfia foi pra cima e contou com a estrela de Alexandre que no primeiro ataque que participou, invadiu pela direita e com um tirambaço fez 2×1 e deu esperanças aos companheiros. O Guaratiba sentiu o gol e se desorganizou em campo, não soube fazer a cera de campeão e acabou punido com o gol de empate: outra vez Alexandre apareceu pela direita e cruzou na cabeça de Mineirinho que só escorou: 2×2 a dois minutos do fim.

img_4070
Na decisão por pênaltis o Guaratiba entrou tímido e inseguro, enquanto João Cláudio abriu 1×0 para o Máfia e Pirata fechou os 3×1, placar final, o Guaratiba iniciou chutando uma na trave, outra pro alto e outra na mão do goleiro, só Dodi marcou a segunda cobrança. O Máfia também jogou uma fora.
Máfia Campeão !!!!
Equipes:
O Máfia se sagrou Campeão com: Léo, Waguinho (Luís Carlos), Bocão (Fósforo), Pirata, Babu, Wilsinho, Evaldo, Silvano(Marquinho), Andinho, João Cláudio e Hamilton.
O Guaratiba foi vice-campeão com: Fabinho, Washington, Bocão e Pará. Renatinho, Dominguinho (Cicinho), Vanir, Tinho (João), Cb (Dodi), Niltinho e Tuninho (Indio).
Arbitragem : Gérson Torres apitou auxiliado por Márcio Luiz e Jorge Alberto. O trio conduziu bem o jogo e contou com o bom comportamento dos jogadores que só trataram de jogar bola. Um leve incidente no banco de reservas acabou com a expulsão de um atleta guaratibano.

Comentários

comentários

Deixe um Comentário