Turismo divulga belezas do Estado do Rio de Janeiro – Campanha incentiva turista a conhecer cidades próximas à capital e ignoram a Zona Oeste da capital

Os atrativos que os turistas têm à disposição no Rio de Janeiro podem se multiplicar se, aceitando a sugestão da Secretaria de Turismo, pegarem a estrada para viagens curtas. A estratégia tímida da campanha Rio+3 é divulgar, através de um guia, os pontos turísticos de cidades do interior fluminense que ficam até três horas de distância da capital. É o caso da Zona Oeste da Capital que é ignorada.

As praias de Cabo Frio, as montanhas de Petrópolis, as fazendas da época dos barões de Vassouras, no Vale do Paraíba, e o Parque Nacional de Itatiaia, com o magnífico Pico das Agulhas Negras – o ponto mais elevado do estado – são alguns dos passeios sugeridos no guia, que deixa de mostrar na Zona Oeste da capital os parques estadual da Pedra Branca (ponto culminante da cidade) e do Mendanha que abrigam trilhas fantásticas, vulcão extinto, Capela Magdalena com o Cravo do Maestro Roberto Di Regina, Angar do Zeppelin, entre outros que não seduzem os especialistas das secretarias de turismo do estado e município.

Grupo em ação na Praia do perigoso
Grupo em ação na Praia do perigoso
Cachoeira no Parque estadual do Mendanha que abriga um vulcão extinto
Cachoeira no Parque estadual do Mendanha que abriga um vulcão extinto

Elaborado e editado pela Imprensa Oficial, o Rio+3 propõe roteiros variados, para agradar diferentes gostos, seja por cidades com um conjunto arquitetônico relevante, locais para praticar esportes radicais ou conhecer os festivais e festas populares de determinado município. Cinco regiões são contempladas na publicação: Costa Verde, Agulhas Negras, Costa do Sol, Serra Verde Imperial e Vale do Café. Falta a da Zona Oeste da capital que deve muito pouco às contempladas e, se fossem reconhecidas, daria oportunidades de trabalho e renda para a população local, carente trabalho e capacitação.
O material é publicado em português, inglês e espanhol, o que permite alcançar um público bem amplo.
Canal de divulgação
– O Rio+3 é trabalhado incansavelmente. É nosso principal canal de divulgação do interior do estado. O guia, com 98 páginas de sugestões de roteiros, está presente em todas as feiras nacionais e internacionais que participamos. Há sugestões de programações históricas, gastronômicas, ecológicas, culturais e praias paradisíacas. A proposta é ampliar e incentivar o turismo de curta distância, muito estimulado internacionalmente, levando os visitantes a conhecerem importantes destinos turísticos do estado – explicou o secretário de Turismo, Nilo Sergio Felix.
Além dos pontos turísticos, o Rio+3 é distribuído em hotéis, bares, restaurantes e postos de informações. O material está disponível para consulta online no site da secretaria: www.rj.gov.br/web/setur/principal.

Comentários

comentários

Deixe um Comentário