Hoje tem Conversa Fiada na Lona Cultural de Bangu

 

Resgatando os valores suburbanos o evento criado em 1996 é até hoje um sucesso

O projeto Conversa Fiada que atualmente acontece toda primeira quarta-feira do mês na

Areninha Hermeto Pascoal, em Bangu, irá ocorrer no dia 3 de maio com um cardápio

cultural para todos os gostos e como sempre com a entrada franca, mas sempre

cobrando respeito, apenas isso. O programa cultural para todas as tribos começa a partir

das 19h com uma Canja Fiada na varanda do espaço e exatamente às 20h37 o espaço

interno da lona é aberto para o público.

O evento é sempre apresentado por Marco Palito, um ícone da cultura carioca que

também é humorista e roteirista de programas como Zorra Total e Esquenta da TV Globo.

Palito sempre esta acompanhado da sua Estagiária (Nanda Torres), sua assistente de

palco. Além de contar com Lorrayne Lo Vely (Breno de Souza), uma conselheira

amorosa de 2m de altura que dá dicas de como ter um relacionamento saudável.

As atrações desta edição são Santo Junkie, banda composta por músicos experientes

que se juntaram para fazer muito Rock and Roll com uma pegada Hard Rock e acabaram

de lançar o clipe do single ‘‘Não Faz Nada’’; O cantor Leko, vocalista da lendária e

irreverente banda Didi Subiu no Cristo que mistura um som pop com humor; A cantora

Ella Ramos, revelação do samba carioca que irá interpretar lindas canções com sua voz

suave; e também teremos outras atrações como poesia, dança, exposições e improvisos.

Para quem não conhece, o Conversa Fiada é uma espécie de programa de auditório,

criado por Marcos Guimarães (Marco Palito) em Novembro de 1996. O programa

costumava levar em média 800 pessoas por noite às lonas de Realengo, Bangu e

Anchieta. Com a maior parte do público sentado no chão, já que a capacidade de cada

uma delas é de 350 espectadores.

Desde o início, o evento atrai todos os públicos, e o apresentador, Marco Palito, conduz o

espetáculo e anima o auditório falando para todas as idades. O projeto inspira seus

espectadores a ver a cultura com olhos mais curiosos, além de revelar talentos da Zona

Oeste, o espaço é aberto para diversas apresentações e sempre há artistas convidados

da região.

Em alguns momentos, Marco Palito distribui para galera bananadas, paçocas, sacolés e

comidas típicas do subúrbio carioca. Durante o show, o público pode mandar mensagens

pelo “e-meia” (um correio estilizado em forma de tirolesa). Com seus vinte anos da

criação, Palito retoma o projeto revitalizando o formato e resgatando os valores

empregados neste evento que é um marco de mobilização cultural na Zona Oeste. Agora

com o tema, “Aberto Para Obras”, sempre trazendo música, teatro, dança, poesia, artes

plásticas, artesanato, vídeos, cinema e muito mais. Tragam suas obras!

“Alguns lugares fecham para obras, nós abrimos!”

(Marco Palito)

Comentários

comentários

Deixe um Comentário