Abertura do Mês da Mãe Carioca lota Centro Esportivo Miécimo da Silva

Os moradores de Campo Grande e arredores, na Zona Oeste do Rio, viveram neste sábado (6/05) um dia muito especial, especialmente as mulheres. O Centro Esportivo Miécimo da Silva foi palco da festa de abertura do Mês da Mãe Carioca, evento promovido pela Prefeitura do Rio que, a partir de agora, todo mês de maio, homenageará as mães com uma série de atividades e serviços oferecidos pelos órgãos municipais em diversos locais da cidade. Quem passou pelo equipamento esportivo pode aproveitar uma programação variada, com atividades esportivas e culturais, vacinação contra gripe, encaminhamento para emprego, além de serviços ligados à beleza e à saúde da mulher, como corte de cabelo, limpeza de pele e prevenção de doenças, entre outros. Ao final do dia, a prefeitura totalizou 100 encaminhamentos para emissão de carteira de trabalho, 300 pessoas imunizadas contra a gripe e vários cidadãos inscritos para oportunidades de emprego.

O governo municipal também ofereceu atendimento jurídico para casos relacionados aos direitos da pessoa com deficiência e de violência contra a mulher e orientações da Subsecretaria de Bem-Estar Animal (Subem) sobre os cuidados que se deve ter com o seu animal de estimação, incluindo vacinação e esterilização. Esta realizou 50 pré-agendamentos para cirurgias de castração.

crivella mães

O prefeito Marcelo Crivella, acompanhado da primeira-dama Sylvia Jane Crivella, coordenadora voluntária da Obra Social, ressaltou a importância da presença materna na vida de um cidadão:

– Sem as mães, não haveria nenhum de nós aqui. Por isso, estamos prestando essa homenagem. E assim será em todos os equipamentos da prefeitura. Acredito que o problema da violência em nossa cidade acontece porque aquele rapaz ou moça não teve a oportunidade de conviver com a sua mãe. E ninguém substitui a presença materna. Aquele que tiver um problema, sua mãe irá segurar em sua mão e ajudar. Minhas homenagens à minha mãe, que não está aqui, e à minha esposa e mãe dos meus filhos.

Mãe do pequeno Pedro, de 6 meses, a carioca Clarita Marins de Souza, de 17 anos, sonha com a conquista de uma vaga de emprego. Informada sobre o evento por uma amiga, ela levou a família inteira ao Centro Esportivo para que suas vibrações trouxessem mais sorte:

– Estou maravilhada com o evento. Quando minha amiga falou sobre a festa, vim correndo. Tenho um filho pequeno e estou precisando muito de trabalho. Trouxe todos os documentos para me inscrever e espero conseguir sair daqui empregada. Veio todo mundo de casa para me dar sorte.

Um dos destaques do evento foi um sorteio, realizado pelo prefeito e a primeira-dama, de cestas repletas de produtos de beleza. A primeira contemplada foi Glória Enedina da Silveira, de 70 anos. Moradora de Campo Grande, extremamente vaidosa, ela disse que seu prêmio foi um presente antecipado de aniversário:

– Adorei ganhar a cesta. Faço 71 anos no próximo dia 15 e já me senti presenteada. E ganhar esse prêmio em um dia tão simbólico tornou tudo ainda mais especial.

carla

Como mora longe do posto de saúde do bairro, Carla de Vasconcelos Nóbrega, de 33 anos, aproveitou o evento para vacinar o filho Yan, de seis anos, contra a gripe. Segundo ela, iniciativas como essa deveriam acontecer com mais freqüência, pois beneficia um grande número de pessoas de uma só vez:

– Gostei muito, até porque essa área carece muito de serviços do tipo. Ao mesmo tempo em que faz com que as mães se sintam especiais, valorizadas, também nos dá a oportunidade de passar mais um tempinho com os nossos filhos. Hoje mesmo trouxe o Yan para se vacinar. Ele não gosta muito de vacina, mas não poderia perder essa oportunidade. Filho protegido, mãe tranquila.

O público de Campo Grande também se esbaldou no aulão de ginástica, nas oficinas de artes e apresentações da Banda da Guarda Municipal e dos corais “Uma só voz” – formado por moradores de rua atendidos pelo programa Circulando, da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) – e “Mães e Filhos”, do Hospital Municipal Nossa Senhora do Loreto, na Ilha do Governador.

Outro destaque da programação foi a apresentação de um grupo de flashmob, que encantou a pequena Esther, de seis anos. Para a mãe, Jéssica Teixeira, de 28 anos, foi difícil manter a menina por perto enquanto o grupo dançava:

– Que evento sensacional! Minha filha está feliz e isso não tem preço pra mim. Que eu tenha sempre muita saúde para acompanhar sua energia. A prefeitura está de parabéns. É uma iniciativa que, além de divertir, está ajudando a muitas pessoas.

O Mês da Mãe Carioca terá atividades em todas as regiões da cidade, além de outros três grandes eventos, sempre às sextas-feiras. No dia 12, às vésperas do Dia das Mães, as homenageadas serão as mães servidoras, no Centro Administrativo São Sebastião (CASS).

No dia 19, a programação será no Parque de Madureira. No dia 26, haverá uma homenagem às garis da Comlurb, no Centro de Convenções Sul América, na Cidade Nova.

A programação completa do Mês da Mãe Carioca você encontra no site do evento.

 

 

Comentários

comentários