Prefeitura realiza ação de acolhimento em Santa Cruz

A Prefeitura do Rio realizou, na última quinta-feira (01/06), ação de acolhimento em Santa Cruz. A iniciativa conjunta entre a Superintendência de Santa Cruz e a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos teve o objetivo de reintegrar e promover a autoestima das pessoas que vivem em estado de vulnerabilidade social na praça do Ringue. A abordagem é uma das etapas iniciais do processo de acolhimento, criando a aproximação necessária para a conquista de uma relação de confiança entre os assistidos e a equipe da assistência social.

Atualmente existem centenas de pessoas em situação de rua em Santa Cruz, sendo a sua maioria usuários de drogas. Por isso, o trabalho do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) é continuo, visto também a delonga até que se conclua o convencimento total para que o usuário aceite ir para um abrigo.
– Mais de 30 pessoas foram atendidas pelos assistentes sociais e apenas duas aceitaram o acolhimento. Esse trabalho será contínuo e uma das prioridades nesta regional – afirmou o superintendente Ulisses Moura.
Os dois moradores de rua acolhidos foram encaminhados para o Centro de Reinserção Social Rio Acolhedor em Paciência. O trabalho realizado pelas equipes conta com educadores e assistentes sociais que por meio de uma abordagem empática e carinhosa conseguem persuadir e obter a adesão, como no caso de Luana Neves, 28 anos, que reencontrou a equipe que durante anos a auxiliou enquanto era usuária de drogas.
– Fui usuária de drogas dos 16 aos 22 anos e morei durante cinco anos na rua, aqui mesmo na Estação do BRT, muitas vezes fui abordada e instruída e por isso hoje consegui me livrar do vício e cuidar da minha vida – recordou Luana, que hoje é casada e possui um pequeno comércio. Ela alerta aos demais usuários de drogas que não desistam:
– Nem sempre eles têm a força e a determinação para mudar os rumos de sua vida.

 

Comentários

comentários