População acusa tratamentos diferentes para os Planetários da Gávea e de Santa Cruz

A sociedade santa-cruzense cobra sem êxito, mais atividades para o Planetário de Santa Cruz, localizado no Parque Cidade das Crianças Leonel Brizola, Rodovia Rio-Santos, Km 1, Santa Cruz, telefones (21) 4122-1116 / 4121-9891.

O Planetário de Santa Cruz é administrado pela Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro, que, segundo os moradores, não dá o mesmo tratamento dado ao Planetário da Gávea que conta com uma produção variada e atualizada.

“O Planetário de Santa Cruz está em pleno funcionamento, mas suas atividades são dedicadas aos alunos das escolas públicas municipais, e se limitam a visitas agendadas ao local de segunda a sexta. No espaço, estão disponíveis de forma precária, limitada e viciada, as exposições “Astronomia na Escola”, “Sistema Solar” e “14 Bis”, além de Sessões de Cúpula, com as projeções dos filmes “Patrulha Zula” e “Universo”, produções americanas, e “A Janela Mágica”, produzido pela própria Fundação Planetário”, detalhou um morador que acrescentou: essa programação está em cartaz há vários anos e muitos ainda não puderam conhecer, pois o período de agendamento está quase sempre suspenso.

Em recente apuração constatamos que astrônomos do Planetário da Gávea realizam, quase sempre as quarta-feiras, às 18h30, com entrada franca, edições do projeto “Observação do Céu”, com identificação de astros e estrelas. Que a observação do céu é feita na Praça dos Telescópios, a não ser que as condições climáticas estejam desfavoráveis, ou seja feriado no dia. Para participar, os visitantes retiram senhas (160 por dia de observação), que começam a ser distribuídas 30 minutos antes do início de cada observação, na recepção do Museu do Universo. São quatro telescópios, localizados em cúpulas de observação na Praça dos Telescópios, capazes de localizar automaticamente cerca de 64 mil objetos do céu. A atividade é uma das mais concorridas do espaço;

que o Planetário da Gávea abre ao público a sua biblioteca Giordano Bruno para consulta gratuita de livros sobre astronomia e ciências afins, de segunda a sexta, das 10h às 17h, quando os interessados podem ampliar seus conhecimentos;

que o Planetário da Gávea está com inscrições abertas para a colônia de férias “Brincando e Aprendendo Astronomia”, que acontece em período das férias escolares, de 8 a 12/08, das 13h às 17h. Voltada para crianças de 7 a 12 anos, a colônia tem como objetivo incentivar o trabalho em equipe e o desenvolvimento do espírito olímpico através das atividades lúdicas.

Acompanhadas pelos astrônomos do Planetário, as crianças vão explorar todo o universo utilizando os experimentos interativos do Museu do Universo e da Nave-Escola.

– A colônia de férias do Planetário é uma atividade pensada com muito carinho pela equipe da Fundação. Nosso objetivo é mostrar que a Astronomia pode ser aprendida de maneira divertida e leve – explicou a presidente da Fundação Planetário, Tanize Richa.

Todos os inscritos na colônia recebem três convites para o show “Quanta Energia”, do grupo de atores cientistas que faz uso de aparelhos elétricos em suas exibições. As apresentações serão nos dias 27 e 28/08, no Planetário da Gávea;

que o Duo Fantini será a atração do programa “Música Clássica nas Estrelas”, promovido pelo Planetário da Gávea, neste sábado (17/06/17), às 16h, no auditório Sergio Menge. Formado pelos irmãos Bernardo e Luciana, o concerto carioca para piano e viola traçará um panorama da produção musical na história do Rio de Janeiro feita por compositores cariocas.

O concerto começa com a música do Brasil imperial através da obra de Carlos Gomes e chega até nossos dias com obras de autores contemporâneos de música clássica e da nossa música popular urbana.

Quem quiser garantir a presença no show precisa enviar, até esta sexta-feira (16), um e-mail para ndefranco@uol.com.br. No dia do concerto, basta retirar o ingresso na recepção do Planetário, 30 minutos antes do início do espetáculo. Para aqueles que não fizerem a reserva, a lista de entrada será organizada 45 minutos antes do concerto, até completar a lotação do auditório.

Diante dos fatos, os moradores de Santa Cruz reforçam os pedidos de mais atenção e consideração.

 

 

 

 

Comentários

comentários