Cláudio Coelho: Atraso na Linguagem

Conceito

Podemos conceituar o atraso de linguagem como uma aquisição tardia da fala e da linguagem quando comparamos com o vocabulário da criança com sua idade cronológica. Normalmente o atraso de linguagem simples está relacionada a falta de estímulo, já que para que a criança desenvolva a fala e a linguagem é necessário que o ambiente proporcione condições de comunicação e que alguém estimule através de repetições, nomeações e conversar com a criança.

Sinais e sintomas

Uma criança em condições de estímulo normal começa a se comunicar verbalmente a partir de um anos e meio a dois anos de idade. Aos três anos ela já está apta a falar frases completas. Geralmente a criança com atraso de linguagem tem o vocabulário muito reduzido ou quase não fala, apresenta dificuldade em falar frases, pode apresentar atraso psicomotor, instabilidade emocional e imaturidade nos órgãos fonoarticulatórios.

Causas mais comuns do atraso de linguagem

Falta de estímulo ou estimulação inadequada da fala, superproteção ou abandono, alterações neurológicas, alterações nos órgãos fonoarticulatórios como fissuras labiais, fendas palatinas, anomalias faciais, déficit motor, surdez ou diminuição auditiva.

O que pode ser feito?

A criança que está com idade acima de dois anos e ainda não se comunica oralmente, não repete, ou fala de maneira incompreensível, deve passar por uma avaliação fonoaudiológica. Normalmente a base da terapia é a orientação de pais ou pessoas que ficam diariamente com a criança objetivando estimular adequadamente a fala e a linguagem da criança, favorecendo o desenvolvimento da linguagem.

Leia mais: http://www.clinicaclaudiocoelho.com/news/atraso-na-linguagem/

Comentários

comentários