Ângelo Souza : Cardiologia Veterinária

Os casos de cardiopatia em animais de companhia são mais comuns do que se pode imaginar. Falhas de diagnóstico e desconhecimento dos sinais clínicos das doenças do coração são alguns dos motivos que fazem com que as cardiopatias passem, muitas vezes, despercebidas.
Pesquisas mostram que 10% dos animais com mais de 7 anos apresentam cardiopatias e que quanto mais cedo forem diagnosticados os casos, melhor será o prognóstico para estes animais. Nos animais de pequeno porte, a maior incidência se dá nas raças: Poodle, Yorkshire Terrier, Pincher e Fox Terrier. Estas raças pequenas são muito predispostas.
A endocardiose é uma doença muito frequente dentro das cardiopatias, acometendo, geralmente, as raças pequenas, e correspondendo cerca de 70% à 80 % dos casos.
Os primeiros sintomas geralmente estão associados à cansaço, tosses freqüentes, cianose (língua roxa), podendo inclusive ter edema pulmonar e como consequência o óbito.
Lembre-se, o Médico Veterinário é sempre o profissional capacitado a dar um diagnóstico preciso, e os exames, como o eletrocardiograma e o ecocardiograma facilitam este diagnóstico.

Comentários

comentários