Adenil usa o Sistema BRT para mostrar o caos na Zona Oeste

O ex-sub-prefeito da Zona Oeste Adenil Costa, ex e pré-candidato a uma vaga no parlamento, chamou o Sistema de Transporte BRT de eleitoreiro e lamentou a falta de planejamento para seu lançamento. Adenil usou o sistema para mostrar a falta de legislação urbanística e viária que impede o desenvolvimento econômico e social da Zona Oeste, que considerou ser a única possibilidade de crescimento econômico da cidade. Como conseqüência apontou a perda de oportunidades na criação de empregos, formação de renda e aumento da arrecadação. Com isso, baseado na falta de uma legislação atual, acusou a abertura de espaços para a economia paralela, com destaque para a invasão de terras e ocupação ilegal e irregular do espaço público.
Por tudo isto, Adenil Costa disse que é imprescindível para a região, a aprovação urgente do PEU-Projeto de Estruturação Urbana Santa Cruz e Guaratiba e a reformulação do PEU-Campo Grande. Lembrou ainda, que existe uma dificuldade enorme para que as pessoas físicas construam suas residências obedecendo às regras contidas na lei, já que as normas existentes não são passíveis, no momento atual, de serem cumpridas.
Concluiu dizendo que hoje assistimos na região o surgimento de construções sendo realizadas sem licença, sem infra-estrutura, de forma desordenada e, ainda, sem fiscalização, já que os órgãos fiscalizadores não conseguem dar conta de tantas irregularidades, pois todos são sabedores que, até nisto, a região é prejudicada, considerando que há anos a Zona Oeste não recebe novos técnicos da SMUIH para atuarem no processo de ordenamento e fiscalização do espaço urbano.
“Estamos acreditando no prefeito e no Índio da Costa, secretário da SMUIH”, finalizou.

Comentários

comentários