Greve da Uezo pode ir até o dia 18/08

A Reitoria do Centro Universitário Estadual da Zona Oeste vem informar que, a
despeito das reiteradas manifestações públicas em relação às precárias condições de
funcionamento da Universidade, não houve qualquer progresso das negociações com
o governo do estado do Rio de Janeiro nas últimas semanas.
Os atrasos salariais dos servidores da universidade referentes aos meses de
maio, junho e julho, bem como o não pagamento do décimo-terceiro salário do ano
de 2016 e os atrasos no pagamento das bolsas dos cotistas impossibilitam o
funcionamento da universidade.
Cabe ressaltar que a UEZO não possui quadro técnico- administrativo efetivo e
as tarefas são realizadas por poucos servidores temporários com cargos
comissionados, o que agrava ainda mais nossa situação frente à falta de salários,
impossibilitando inclusive uma escala para minimizar os gastos com transporte e
alimentação.
Além disso, fomos informados pela Associação de Docentes da UEZO (ADUEZO)
no dia 01 de agosto de 2017 da decisão dos docentes pela greve em assembleia
geral.
Diante deste cenário, convocamos o Conselho Superior (CONSU) que decidiu
pela paralisação das atividades acadêmicas da graduação de 03 a 18 de agosto de
2017. Após este período, ocorrerá uma nova reunião do CONSU para avaliar o
retorno das atividades acadêmicas. Caso ocorra o pagamento dos salários antes do
dia 18/08, o CONSU será imediatamente convocado e em até 48 horas será definido o
início das atividades da graduação.

Comentários

comentários