Banda de Bangu propõe resgate musical histórico

 

A Corporação Musical Leopoldina da Silveira é uma banda de percussão de marcha vinculada ao Colégio Estadual Leopoldina da Silveira, no bairro de Bangu, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Surgida no ano de 2004 sob a denominação “Banda Marcial do Colégio Estadual Leopoldina da Silveira”, estabeleceu uma longa e gloriosa estrada, gerando um histórico muito positivo de dever cívico e musicalidade. Em 2017, sob o comando do instrutor regente Jhonatan Romão, a Corporação Musical Leopoldina da Silveira assume, este ano, a responsabilidade de enaltecer a musica, utilizando em seu novo repertório canções militares como, por exemplo, “Cisne Branco”, “Canção do Expedicionário” e “Canção do Paraquedista” e, também, músicas populares, como “Lilás” (Djavan), “Só quero amar” (Tim Maia) e muitas outras.

O instrutor regente Jhonatan Romão é funcionário público estadual e comanda de forma voluntária o trabalho da Corporação. Hoje a COMULS é composta por 48 alunos no corpo musical, 18 alunos no corpo coreográfico e 10 alunos no pelotão das bandeiras, todos com idade entre 14 e 18 anos, com ensaios diários nas dependências do Colégio Estadual Leopoldina da Silveira. Destes 76 alunos, 68 residem em áreas conflagradas da Zona Oeste do Rio de Janeiro, encontrando no trabalho da Corporação Musical Leopoldina da Silveira uma referência diferenciada do seu dia a dia, fazendo com que o mesmo crie novas perspectivas de vida. Não obstante, a equipe da Corporação Musical Leopoldina da Silveira fechou parceria com o Colégio Rio da Prata, também em Bangu, para a reativação da banda marcial do referido colégio que, outrora, também teve grande representatividade na região. Desta forma, a “Família COMULS” vem trabalhando ativamente para o resgate da cultura e do sentir cívico na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Recentemente a Corporação foi agraciada em seu vídeo tocando “Baianidade Nagô”, o Hino do Axé, por Evandro Rodrigues, compositor da canção, que se disse lisonjeado pela homenagem e se declarou, publicamente, mais um seguidor e membro da “Familia Comuls”.

Comentários

comentários