Veteranos fazem bom jogo no 7 de Abril: 4×2

A tradicional pelada de veteranos acima de cinquenta anos do 7 de Abril, em Paciência, nas manhãs das quartas-feiras, foi de bom nível técnico e acabou com a vitória do time Verde pelo placar de 4×2.
O time Amarelo jogou melhor, porém, tomou gols na hora errada e motivou o adversário oportunista que sempre esteve a frente do placar.

Neto, Luís Carlos, Ozias, Adilson, Oliveira, Thor, Tiaozinho, Naval, Pedrinho e Black Show
Edson, Cachorrão, Magno, Peninha, Márcio, Aurelian, Edmar, Chaves, Elcinho e Alvinho

Com um a menos desde o início – Alípio se atrasou no vestiário – o time Amarelo sofreu pressão verde e não resistiu a velocidade de Tor e Black Show que criaram várias oportunidades de gol e facilitaram para Adilson, aos 9 minutos, abrir o placar para o Verde: 1×0.

Thor puxa mais um contra-ataque

Já com Alípio em campo, a equipe Amarela mostrando mais competência, foi em busca do empate e encurralou os esmeraldinos, que passaram a usar o contra ataque e pouco ameaçaram. O Amarelo jogou o resto do primeiro tempo no campo do adversário, criando situações de gol mais esbarrando na boa atuação do goleiro Ozias. Fim do primeiro tempo 1×0.

Ozias segurou o ímpeto Amarelo

No segundo tempo o Amarelo continuou melhor e dava a impressão que reagiria quando sofreu dois gols relâmpagos de contra ataques, aos 8 e 10 minutos, marcados por Tor. Com 3×0 contra, tentou a reação, correu desordenadamente e acabou sem pernas. Desta feita quem evitou o pior foi o goleiro Márcio, com grandes defesas, mas o quarto gol era questão de tempo e Tiaozinho fez 4×0 aos 20 minutos. Com a vitória garantida o Verde diminuiu o ritmo e o Amarelo o placar: Edson e depois Cachorrão sofreram pênaltis, convertidos pelo primeiro aos 25 e 28 minutos. Placar final 4×2 Amarelo.

Equipes:
Verde – Ozias, Luís Carlos, Neto, Naval, Baixinho. Oliveira, Pedrinho, Black Show, Tiaozinho, Adilson e Tor

Amarela – Márcio, Aureliano, Chaves, Alípio, Peninha e Tiaozinho. Alvinho, Edmar, Elcinho, Magno e Edson.

Nei aceitou o desafio de organizar a pelada veterana no 7 de Abril

Quem assistiu a tudo da beira do campo, contundido, foi o eterno presidente da pelada, Nei, pioneiro na gestão do futebol dos cinquentões na região. Desde 2002 Nei garimpa boleiros a muito afastados dos campos por diversos motivos, e os faz reviver seus melhores momentos. Foi assim em 2002 quando criou a pelada veterana do campo do Miquinha, em Campo Grande; depois a do Guaratiba, entre outras. Nei fez escola e se orgulha de ter reunido esses craques da bola e lhes dado a oportunidade de voltar a fazer o que mais gostam, jogar bola. E também aqueles que não tiveram a oportunidade, mas agora encontram espaço na Pelada do 7 de Abril.
“Em toda a Zona Oeste tem peladas veteraníssimas oriundas de grupos formados por mim, isso me faz feliz, pois quem gosta do esporte e tem saúde para continuar praticando, depende de quem recrute, selecione e organize”, comemorou Nei.

 

Comentários

comentários