Maestro Isaac Karabtchevsky se apresenta em Bangu pela primeira vez com a Orquestra Petrobras Sinfônica

Ele mostrou seu encantamento com o Bangu Shopping, que já foi uma das mais importantes fábricas têxteis do país, e elogiou a belíssima estrutura do Theatro Bangu Shopping
 
O Theatro Bangu Shopping ficou lotado na manhã deste domingo, 17 de setembro, para uma apresentação especial da Orquestra Petrobras Sinfônica, que se apresentou pela primeira vez no Theatro Bangu Bangu Shopping. E mais do que isso: foi a primeira vez do maestro Isaac Karabtchevsky no bairro.

O concerto faz parte da Série Aliansce, projeto patrocinado pela Aliansce Shopping Centers que leva gratuitamente há 4 anos apresentações da Orquestra Petrobras Sinfônica aos novos palcos do Brasil, os shoppings centers da rede. O apoio da Aliansce veio a consolidar este impulso de divulgar a arte através da música, conseguindo atingir um público diversificado e extremamente motivado.

Antes mesmo da enérgica apresentação, o maestro Isaac Karabtchevsky não poupou elogios ao Theatro. “Foi uma grata surpresa encontrar uma casa de espetáculos em um belo espaço como este em Bangu, com tão boa estrutura. Um teatro digno das tradições deste bairro. É difícil achar um ambiente que resulte nessa unidade acústica, e aqui ouve-se tudo”, afirmou.

A superintendente Adriana Santilhana anunciou a Orquestra Petrobras Sinfônica e destacou que o Bangu Shopping completa 10 anos de funcionamento neste ano, no mesmo local onde funcionava a lendária Fábrica Bangu, que não somente atendia o mercado nacional, mas chegava a levar a fama de seus tecidos para o exterior ao exportar boa parte de sua produção para outros países. Ela comemorou ainda a estreia dos músicos no Theatro. “É muito especial para todos nós receber a Orquestra Petrobras Sinfônica pela primeira vez em Bangu com a regência do maestro Isaac Karabtchevsky”.

A apresentação começou com o primeiro samba a ser gravado no Brasil, “Pelo telefone”, composto por Donga em 1916. Descontraído, Isaac Karabtchevsky ensinou o público a reger, a cantar no tom e recebeu no palco cinco crianças, que comandaram e regeram a orquestra com uma erudita música clássica – a valsa.

Comentários

comentários