Grupo dos Treze volta a discutir o trânsito local

O Grupo dos Treze aos poucos vai tomando uma nova forma e se colocando como um fórum permanente de discussão do desenvolvimento econômico, cultural e social do bairro- cidade Campo Grande, atraindo para si a responsabilidade de oficializar os problemas e soluções identificados, na forma de propostas ao setor público.


No almoço mensal das últimas sexta-feiras do mês, realizado no dia 29, na Churrascaria Brasas Grill, o palestrante, Coordenador de Trânsito da CET – Rio, Antônio Miranda, durante a palestra que versou sobre mobilidade urbana local, anunciou para esta segunda-feira (02-10), à reunião conclusiva que vai elaborar o planejamento das obras dos diversos projetos existentes para o setor de trânsito local, priorizando os emergenciais de curto prazo. A Secretaria de Transportes é quem  vai adequar o resultado da reunião a sua condição financeira para decidir sobre as possíveis obras e o planejamento futuro.

Tais projetos tem sido discutido por um grupo de especialistas técnicos, administrativos e usuários do sistema de transportes local e servirão como base para a referida reunião. Entre eles podemos destacar a Estrada do Monteiro e o Largo da Massonaria.


Presente a reunião do Grupo dos Treze o Superintendente Regional Jorge Amaral, provocado pela secretária executiva do Grupo dos Treze Sandra Neves sobre o poder da fiscalização na melhoria do trânsito, disse que falta recursos humanos, que trabalha com 8 pessoas e duas viaturas. Inácio Limeira (representante comercial e Fernando Teixeira (jornalista) também cobraram serviços públicos para a região.
Prestigiaram o almoço ordinário do Grupo dos Treze o professor da UFRJ especialista em trânsito Guilherme Braga, o presidente da Comissão de Transportes da OAB Campo Grande advogado Nelson José Dias Lopes e a presidenta do Rotary Clube Campo Grande Maria da Penha Raik, entre outras lideranças sociais, culturais e empresariais.

Comentários

comentários