Instituto Rio e Instituto Phi priorizam travestis e transexuais de Campo Grande

O Grupo Arco-Íris de Conscientização Homossexual está em seu primeiro apoio no edital do Instituto Rio com o projeto TRANSformações: empoderamento de Jovens LGBT, com enfoque em Travestis e Transexuais.
O projeto visa realizar um curso de Formação de Lideranças em Promoção da qualidade de vida, saúde, prevenção ao HIV/AIDS e Hepatites virais, novas tecnologias de prevenção (PEP e PREP), cidadania, redução de danos e oficinas de formação dos multiplicadores. Serão, ao todo, 8 oficinas vivenciais com as temáticas: ( oficina 1) Corpo, prazer e práticas sexuais de risco; (oficina 2) Redução de danos; (oficina 3) Homossexualidade, Família, Escola e o HIV/Aids;(oficina 4) Violência, pauperização e LGBTfobia (diferença e desigualdade), ( oficina 5) Identidades sexuais, gestão participativa e controle social,(oficina 6) Territorialidade, Raça/ Etnia, juventude e LGBTfobia (oficina 7) As novas tecnologias – PEP -(Profilaxia Pós Exposição), PREP (Profilaxia Pré Exposição); (oficina 8) Juventude, controle social e direitos.
O público alvo do projeto são jovens LGBT de 16 a 29 anos e que necessariamente residam na região da Zona Oeste mais precisamente nas comunidades de Campo Grande, travestis e transexuais terão prioridade nas vagas.
O projeto baseia-se em dados do boletim epidemiológico do Departamento de DST/AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, em público formado por jovens de 17 a 21 anos, onde constata-se uma grande prevalência do HIV entre HSH, Travestis e Transexuais.
Além disso, dados da ONU apresentam um número exorbitante de jovens mortos por conta da violência.

O Instituto Rio é uma fundação comunitária criada no ano 2000 com o objetivo de apoiar e fortalecer iniciativas que promovem o desenvolvimento social da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro. Constituído como OSCIP (Organização Social de Interesse Público), o Instituto Rio trabalha com foco no empoderamento das comunidades locais, na mobilização e articulação de diversos atores estratégicos presentes no território, na articulação de parcerias e redes colaborativas e na qualificação da atuação de lideranças, organizações sociais e coletivos de base comunitária.

Comentários

comentários