Reage Bangu presta conta

Comunicado out/2017

Prezado BANGUENSE,

Nos últimos anos, você conheceu, se envolveu e depositou grande esperança no MOVIMENTO REAGE BANGU. Um grupo de torcedores, que a partir de um processo de indignação pessoal, cresceu, apresentou ideias, projetos, alternativas e se consolidou como referência de poder, ancorado num projeto de longo prazo, que mesmo ainda não implantado, já significa uma enorme e radical transformação nas perspectivas de futuro, podendo por si só, gerar um forte engajamento em toda a região e um espetacular crescimento do clube.

O cenário de 2013 e 14, quando o REAGE BANGU surgiu, nos permitiu costurar e dar visibilidade, a uma surpreendente parceria com clubes e investidores europeus, a partir de um grande projeto esportivo-comercial. Os clubes que visitamos na Alemanha, na Espanha, em Portugal e posteriormente na Itália, também enfrentaram em algum momento das suas histórias, grandes dificuldades, com as mesmas similaridades, que tradicionalmente enfrentamos: patrimônio decadente; estruturas precárias; quadro social depreciado; jogos vazios; rebaixamentos; endividamento crescente; diretorias perdulárias e descomprometidas com o clube; ostracismo!

Mas qual foi a novidade: TODOS ESSES CLUBES VIRARAM A PÁGINA DA MEDIOCRIDADE, ADOTANDO PRÁTICAS ADMINISTRATIVAS E SOCIAIS TRANSPARENTES E DEMOCRÁTICAS; SE ABRINDO PARA OS SEUS TORCEDORES; BUSCANDO O APOIO DO SEU BAIRRO, DA SUA REGIÃO OU DA SUA CIDADE; RECEBENDO INCLUSIVE “OS TORCEDORES LOCAIS DOS CLUBES GRANDES”. ASSIM, “PLANEJARAM O FUTURO”, ATRAIRAM PATROCINADORES, INVESTIDORES E MUDARAM O “SEU PRÓPRIO DESTINO”! Esse é o VERDADEIRO SONHO que queremos implantar no Bangu!

Nunca objetivamos sobrepor a Diretoria do Bangu, que embora nociva e perdulária, tem os seus méritos e está “legalmente” constituída. Entretanto, é evidente o antagonismo do que propomos e o que há mais de duas décadas, é praticado no clube. Por outro lado, investimos e desenvolvemos a ideia da “ARENA”, com o objetivo de criar um elemento de aglutinação, buscando atrair as atenções e os esforços da sociedade local. Mas o foco principal, é a recuperação social e patrimonial do clube! Neste sentido, a ARENA que é um polo de crescimento esportivo, comercial e de negócios, permitiria a alavancagem dos recursos necessários aos grandes investimentos previstos. E esse é o ponto central hoje! Um projeto nos moldes que pensamos, precisa incorporar toda a região, de Magalhães Bastos a Santa Cruz, considerando principalmente, Bangu e Campo Grande. Precisamos oferecer o “PROJETO BANGU” aos 2 MILHÕES de habitantes da zona oeste.

Infelizmente, o Brasil de agora é bem diferente! A visão internacional sobre o nosso país, é péssima: GOVERNO, DESACREDITADO; JUDICIÁRIO, DUVIDOSO; LEGISLATIVO, CORRUPTO; ECONOMIA, INVIÁVEL! Nesse quadro de terra arrasada, que inviabiliza qualquer investimento, o MOVIMENTO REAGE BANGU, cuja sustentação se deu a partir de um ambicioso projeto financeiro, vê os seus passos limitados e o seu caminho estrangulado, DAÍ O NOSSO SILÊNCIO! Já em meados de 2016 sentimos o peso das turbulências em Brasília, quando não conseguimos agendar novos compromissos na Europa, dado o nível de “complicação da situação” brasileira.

Portanto, meus queridos e valorosos banguenses, neste momento de incertezas, precisamos nos apegar a um novo projeto de nação, que de forma democrática, transparente e socialmente justa, devolva ao país o crescimento econômico e a necessária redução do desemprego, condição indispensável para a retomada dos grandes investimentos. Até lá, não vemos qualquer perspectiva de encaminhamento das nossas propostas para o clube, principalmente considerando, o elevado endividamento e empobrecimento das classes B, C e D, que majoritariamente compõem a zona oeste.

Não estamos aqui, abrindo mão da nossa missão e compromisso, mas assumindo com franqueza e coragem, o grau de comprometimento que a realidade nos colocou. Nesse período de 2 ou 3 anos, podemos desenvolver algumas atividades, eventos e celebrações, até que consigamos restabelecer os níveis de atratividade que o nosso projeto requer. Manteremos porém, o acompanhamento das coisas do clube e ficamos na expectativa de uma virada nas atuais condições administrativas e eleitorais, que exigem uma oxigenação completa.

Agradecemos aos amigos e colaboradores de Bangu e de todo o Brasil, que desde o início, nos apoiaram com elevado entusiasmo e boa-fé, deixando claro o nosso total compromisso com o projeto que quando colocado em operação, fará do nosso modesto Bangu Atlético Clube, um clube rico entre os clubes grandes do Brasil!

Atenciosamente,
Paulo Puertas
Reage Bangu

Comentários

comentários