Operação bomba limpa autua dois postos em Campo Grande

Nesta quinta-feira (23/11), ocorreu uma nova força tarefa composta pelos agentes do Procon Estadual, da Operação Barreira Fiscal da Secretaria de Estado de Governo, da Secretaria de Estado de Fazenda, da Agência Nacional do Petróleo (ANP), do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) e da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD). A Operação Bomba Limpa autuou dois postos de combustíveis localizados em Campo Grande, Zona Oeste do Rio. Foram recolhidas amostras de combustível de ambos os postos para análise laboratorial.

No Auto Posto 500, localizado na Estrada Rio – São Paulo, 1849, um dos bicos da bomba de etanol abastecia com uma diferença de 120 ml de combustível a menos, ultrapassando a tolerância máxima permitida por lei. Ou seja, o consumidor pagava por um litro de combustível, mas recebia somente 880 ml. O bico de combustível foi interditado. Além disso, estavam ausentes preços de produtos e havia nove litros de lubrificantes, cuja comercialização está proibida pela Agência Nacional de Petróleo, expostos à venda. O posto estava com a licença ambiental vencida e os fiscais deram 15 dias para apresentação do documento.

No Posto West Point, localizado na Estrada do Mendanha, 1518, os fiscais constataram que não havia no local o cartaz sobre o Livro de Reclamações do Procon e que não eram informados os preços de alguns produtos expostos à venda, tais como óleos e lubrificantes.

Comentários

comentários