Município discute desenvolvimento rural e agricultura urbana

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Emprego e Inovação (SMDEI) promoveu na quinta-feira (23/11), o “Encontro Rio Desenvolvimento Rural e
 Agricultura Urbana”, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), no Maracanã.
O evento tem uma importância ímpar para a Zona Oeste da cidade, região originalmente rural que ainda mantém as características do campo, com destaque para agricultura urbana, produzindo frutas e legumes, em muitos casos orgânicos.
Participaram do evento entidades como a Rede de Economia Solidária e o Sindicato Rural, além de órgãos governamentais como a Embrapa, Emater e Sead. O intuito do encontro foi dar início à retomada do Plano Municipal de Agricultura Urbana, tendo como proposta a formação de um grupo de trabalho envolvendo a sociedade civil, a prefeitura e a frente parlamentar.
O presidente do Sindicato Rural do Município do Rio de Janeiro, Cláudio Baratta (foto), disse que o Plano Municipal de Agricultura Urbana tem que considerar o cumprimento da Lei 2587 de 26 de novembro de 1997, que isenta o agricultor do pagamento de IPTU.
” Sem isso não podemos avançar e os 120 milhões de m2 agricultáveis e de beleza ambiental preservados, vão virar condomínio residencial”, disse Baratta. A sede do Sindicato Rural do Município do Rio de Janeiro fica na Estrada do Monteiro, 643, Campo Grande.

Comentários

comentários