Superintendência de Campo Grande participa de debate sobre população em situação de vulnerabilidade

 

O pátio da Igreja Nossa Senhora do Desterro, em Campo Grande, foi o palco de um importante encontro organizado por instituições sem fins lucrativos que lutam pelos direitos das pessoas em situação de vulnerabilidade social. O ato-aula, que aconteceu na manhã desta terça-feira (30/01), contou com a participação de órgãos municipais, pesquisadores e assistentes sociais e levantou grandes debates sobre a humanização dos abrigos, forma de abordagens e acesso à saúde.

O superintendente Jorge Amaral esteve presente e foi elogiado por sua disposição em firmar parcerias e ajudar a desenvolver projetos voltados para a área da assistência.

– Em uma conversa em seu gabinete, o superintendente foi humilde e solícito ao nos atender. Enquanto há vida, há esperança e nós saímos muito confiantes dessa reunião – conta o cozinheiro Davison Gramacho de Brito, 41 anos, e morador da Casa de Lázaro, um albergue noturno de Campo Grande.

Em seu discurso, Jorge Amaral ressaltou a importância da implantação de política públicas no território e relembrou a abertura de restaurantes populares.

– A superintendência está à disposição para discutir propostas eficazes para a inserção social dessas pessoas, para que possam sair dessa situação e trilhar seu caminho. Importante lembrar que a Prefeitura já reabriu dois restaurantes populares na Zona Oeste, Bangu e Campo Grande, que servem cerca de 2.500 almoços por dia – frisou o superintendente.

Comentários

comentários